Imagem de Jan Vašek por Pixabay

A primeira viagem internacional sozinha quase sempre causa apreensão e traz muitas dúvidas para quem vai viajar. E é disso que quero falar nesse artigo. Antes de embarcar para o destino dos sonhos, existem vários detalhes que precisamos saber e algumas coisas que devemos providenciar e organizar.

Mas não se preocupe que não é nada que você não possa aprender e fazer sozinha. Tenho certeza que você vai tirar de letra e que a sua primeira viagem internacional sozinha vai ser um sucesso e uma experiência que vai ficar guardada no seu coração pra sempre.

Primeira viagem internacional sozinha: mãos à obra

Nas próximas linhas, vou abordar os principais pontos que envolvem a primeira viagem internacional sozinha e vou mostrar o que você precisa saber ou providenciar para que a sua viagem saia direitinho.

Este post é bem longo, pois são muitos os itens para abordar, então, caso tenha algum item que você já conheça, basta pular direto para o que você quer ler, clicando na tabela abaixo.

DocumentosDestinoDinheiro Transporte
Imigração Saúde Onde se Hospedar Internet
Roteiro SegurançaBagagem

Documentos de Viagem

Primeira Viagem Internacional: veja quais são os documentos de viagem

Antes mesmo de comprar as passagens para a sua primeira viagem internacional sozinha, vale a pena atualizar e / ou viabilizar toda a documentação necessária para a viagem.

Documentos exigidos para entrar na Europa

Na maioria dos destinos, os documentos exigidos serão os mesmos. Por isso, você não vai perder nada em deixar tudo pronto antes de escolher para onde vai viajar. 

Uma dica importante: tenha uma cópia de todos os documentos de viagem “na nuvem”. Para isso você pode usar seu e-mail, Google Drive, ICloud, etc. Isso vai facilitar muito caso você perca algum documento durante a viagem.

Passaporte ou RG atualizado

O passaporte é o documento de identidade válido internacionalmente. É muito importante que, além de atualizado, ele seja válido por ao menos seis meses após a data da viagem.

Para os países que fazem parte do Mercosul você poderá viajar apenas com o RG atualizado, de preferência com menos de 10 anos de emissão.

6 passos para tirar o passaporte brasileiro

Passaporte perdido ou roubado: o que fazer nessa situação

Apesar do nosso RG não ter uma data de validade, eu já tive problemas para receber um pagamento, pois alegaram que meu documento era antigo. Só consegui receber o pagamento, porque apresentei meu passaporte. Veja só! Por isso, recomendo que você tenha seu RG atualizado para que ninguém alegue qualquer problema em relação a isso.

8 países para viajar sozinha e sem passaporte

Confira os procedimentos para tirar o RG no seu estado

Visto de entrada

Se você já definiu o país para o qual deseja viajar, antes mesmo de comprar a passagem ou reservar o hotel, deverá verificar no site da Embaixada ou Consulado, se é necessário emitir um visto de entrada para o país em questão.

Existem vários tipos de vistos (turismo, trabalho, estudo, etc) e as informações oficiais a respeito de cada um deles, sempre estará atualizada e disponível nos sites dos consulados e embaixadas de cada país.

Nem todos os países exigem vistos para brasileiros. Por exemplo, brasileiros tem entrada livre nos países do Espaço Shengen, podendo ficar até 90 dias. Também nos nos países do Mercosul, brasileiros não precisam apresentar visto de entrada.

Como saber quais países exigem vistos para brasileiros

Então, lembre-se que assim que você definir o destino é necessário verificar a necessidade de emissão de um visto. Até porque o visto tem um custo e você precisa somar ele nos seus gastos de viagem.

Como solicitar o eTA para entrada no Canadá

Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP)

O CIVP é a sua carteira internacional de vacinação e, geralmente, é onde temos anotada a dose da vacina de febre amarela, exigida em alguns destinos pelo mundo. O CIVP não é exigido em todos os destinos, mas pode ser necessário no caso de um país passar a exigir uma vacina, por exemplo.

Como tirar o Certificado Internacional de Vacinação (CIVP)

Então, minha sugestão é que você providencie o CIVP, independente do destino da sua primeira viagem internacional sozinha. Desta forma você já estará preparada para qualquer viagem futura.

Permissão Internacional para Dirigir (PID) e Carta Verde

Se você pretende alugar carro e dirigir na sua primeira viagem internacional sozinha, deverá ter a Permissão Internacional para Dirigir, também conhecida como PID. A PID nada mais é do que a sua carteira de habilitação traduzida em vários idiomas e poderá ser feita no Detran do seu estado, mediante o pagamento de uma taxa.

Como tirar a Permissão Internacional para dirigir (PID)

Viajar Sozinha e alugar um carro

A Carta Verde é o seguro obrigatório para quem pretende viajar de carro circulando pela Argentina, Bolívia, Paraguai e Uruguai. Já para o Chile você deve contratar o seguro SOAPEX.

Voucher de Hospedagem ou Carta-Convite

O voucher de hospedagem é a confirmação de reserva em um hotel, hostel ou locação de um apartamento. Esse documento servirá para comprovar que você tem onde dormir durante a sua estadia no país.

Caso você não vá se hospedar em um estabelecimento e sim na casa de amigos ou parentes, uma carta-convite poderá servir como substituta do voucher de hospedagem. A carta convite não é considerada um documento oficial, mas é aceita na maioria dos postos de imigração pelo mundo.

Carta Convite para viagem: o que é, como funciona, quando usar e modelo

Comprovante de condições financeiras

Em alguns países você deverá comprovar na imigração um certo valor financeiro para se manter durante a viagem. Então, vale levar com você e com fácil acesso, extratos bancários, contra-cheque, dinheiro em espécie e cartões de crédito.

Como se comportar na imigração viajando sozinha

Perguntas frequentes na imigração (Com respostas em inglês)

Lembre-se que você não poderá usar o celular durante a imigração. Por isso, sempre leve todos os documentos impressos em papel, organizados em uma pastinha.

Receita Médica

Se você faz uso de medicamentos controlados, de tarja vermelha e/ou preta, deve solicitar ao seu médico uma receita médica onde conste o seu nome (passageiro), assim como a justificativa do uso e o carimbo do seu médico e, de preferência, em inglês. Os medicamentos precisam ter as etiquetas que os identifiquem, além das informações do fabricante e indústria farmacêutica.

Como levar medicamentos em viagem internacional

Destino para a primeira viagem internacional sozinha

Escolha do Destino

Escolha do Destino

Para escolher o destino “certo” para a primeira viagem internacional sozinha, a regra é soltar as asas da sua imaginação, mas SEMPRE escolher um lugar que tenha a ver com você. Afinal, não adianta viajar para os Alpes Franceses porque todo mundo está indo, se o que você gosta mesmo é de praia.

13 destinos para a primeira viagem internacional sozinha

Isso parece bobagem, mas é extremamente importante, pois na primeira viagem internacional sozinha, você pode se sentir um pouco estranha, já que estar na sua própria companhia e em um lugar diferente pode ser uma novidade pra você. Então, nada melhor do que estar em um destino que tenha coisas que você goste de fazer e onde você se sentirá confortável, mesmo que seja desconhecido.

Outra coisa que recomendo é escolher um destino fácil. Isso quer dizer escolher um destino que tenha uma ótima infraestrutura turística – transporte abundante, hospedagem variada, recebe muitos turistas – e que tenha muitas coisas para ver e fazer. Dessa forma, a sua única preocupação vai ser se divertir.

Acho que se você escolher um lugar que tenha a ver com o que você gosta e com estas características, você terá 98% de chance de ter uma ótima primeira viagem internacional sozinha!

E se eu não falar outro idioma?

Se você não fala nada de inglês e nem outro idioma e isso te deixa apreensiva, poderá escolher Portugal para a primeira viagem internacional sozinha. Ou, quem sabe, outro país de língua latina, como Argentina, Chile, Uruguai ou Espanha. Viajar para um país onde seja mais fácil entender o idioma vai te deixar mais confortável. Por que não começar por eles?

Mas se você é do clube que “ri de si mesma” e não se incomoda de praticar mímica e rir disso depois, pode ir pra qualquer lugar. Até porquê o que não faltam são aplicativos de tradução que podem te ajudar com o idioma.

Entender o destino antes de viajar

Acho que 98% das mulheres tem medo na primeira viagem internacional sozinha. Não se preocupe que isso é bastante normal – apesar de injusto. Ainda hoje as pessoas continuam colaborando para que o medo cresça por meio de comentários que desestimulam as mulheres a viajarem sozinhas.

Mas o que quero deixar aqui é a recomendação de entender o seu medo e pesquisar bastante sobre o seu destino. Entenda o que acontece por lá, procure saber quais são os pequenos golpes. O que tem pra fazer lá ? Posso fazer por conta própria ou é melhor ir com uma agência? Informe-se! Leia blogs de viagem, participe de grupos no Facebook, converse com quem já foi. Isso vai te deixar muito mais segura na hora de viajar. Acredite!

Como saber se o destino escolhido é seguro

Uma das maiores preocupações das mulheres em relação a viajar sozinha está na segurança. E quando estamos falando da primeira viagem internacional sozinha, isso acaba tendo um peso muito maior.

Afinal, estamos viajando para uma outra cultura e, muitas vezes, nem o idioma vamos entender. Então é natural que a gente fique ainda mais apreensiva em relação a nossa segurança.

Uma coisa é fato: é quase impossível achar um lugar 100 % seguro no mundo e deixar de viajar não é uma possibilidade pra mim. Acredito que pra você também não é. Então, a melhor maneira é a gente pesquisar bastante sobre o destino que queremos ir, saber o que se passa por lá atualmente para irmos preparadas.

No artigo abaixo, mostro onde você poderá ter informações confiáveis e quais os itens que devem ser avaliados para que você forme uma opinião a respeito do destino escolhido.

Como saber quais são os destinos mais seguros para viajar sozinha

Data da viagem

Outro detalhe muito importante relacionado ao destino é a data da viagem. Sempre devemos pesquisar qual é o melhor período para viajar para aquele determinado destino e isso sempre depende do que você espera encontrar por lá.

Por exemplo, se você quer viajar para Paris, na França e quer ver neve, não poderá viajar nos meses de primavera e verão. Se você quer viajar pra Santiago, no Chile, para ver as vinícolas e as plantações de uvas verdinhas e carregadas, a melhor época é de dezembro a março.

Para não ter erro e não chegar no destino e se frustrar, sempre pesquise antes o melhor período para viajar de acordo com o seu objetivo.

Dinheiro

Primeira Viagem Internacional Sozinha - Como levar dinheiro

Estimativa de gastos

Depois que você escolheu o destino é hora de ver quanto você gastará com essa viagem. Em um primeiro momento pode ser uma conta mais ampla, uma estimativa de quanto custará a viagem. Esse levantamento deverá incluir: transporte, hospedagem, seguro viagem, alimentação e passeios.

Esses valores serão por alto, uma estimativa, só para você ter uma ideia se poderá arcar com os custos da viagem para este destino. Se bateu o martelo por esse destino, é hora de ver os custos no detalhe para não ter nenhuma surpresa.

Se precisar de uma ajudinha, acesse sites como o Quanto Custa Viajar e My Travel Cost. Embora eles não forneçam valores exatos – sempre acho que são inflacionados -, dá pra ter uma ideia de quanto será necessário.

Planilha de gastos e/ou orçamento diário

Se você é organizada e gosta de calcular cada centavo, minha sugestão é que você faça uma planilha bem detalhada com todos os gastos da viagem. Isso vai ser excelente para que você trabalhe com valores reais, para que não falte dinheiro e para que você obtenha os melhores preços. Isso porque para montar essa planilha, precisará pesquisar todos os preços.

Mas, se você não gosta de planilhas, poderá estipular um valor diário para seus gastos. Por exemplo, viajei por três meses para a Europa e seria um trabalho sem tamanho planilhar todos os gastos da viagem. Então, determinei que levaria 50 euros por dia sabendo que não poderia passar disso. Claro que não gastei 50 euros por dia, mas fiquei bastante confortável com este valor na cabeça. Houve dias em que nem saí de casa e houve outros em que gastei mais do que 50.

O importante, neste caso, é você ir anotando o que gastou por dia para sempre saber como vai indo seu orçamento.

Moeda e qual dinheiro levar

Uma vez escolhido o destino, precisamos saber qual a moeda é usada por lá e pesquisar qual é a cotação. Assim na hora de comprar a moeda já teremos uma ideia de quanto vai custar.

Uma coisa muito muito importante: não adianta levar dólares para países da zona do euro e vice-versa. Mesmo que você tenha dólares em casa e seja uma moeda forte, você não deve levá-lo para países que fazem parte da zona do euro. Isso porque ao comprar esse dólares você passou por uma conversão (real para dólar) e ao chegar na Europa, vai passar pela segunda conversão (dólar para euro). A cada conversão perdemos sempre um pouquinho de dinheiro.

Caso você opte por um destino com moedas fracas, como é o caso do Peru ou Argentina, por exemplo, leve dólar, euro e/ou cartão de crédito. Pesquise antes para saber o que é melhor aceito.

Não vale a pena comprar a moeda fraca no Brasil, pois elas possuem uma cotação desfavorável. Deixe para trocar uma pequena quantia, apenas para pequenas despesas, ao chegar no aeroporto. As cotações no aeroporto também não são boas, mas serão infinitamente melhores do que se você comprar no Brasil.

Depois que estiver acomodada no seu hotel, procure uma casa de câmbio para trocar mais dinheiro e daí, com preços justos.

Quanto levar de dinheiro

Imagem de NikolayFrolochkin por Pixabay

Quanto levar de dinheiro nas viagens é uma das perguntas mais frequentes e uma das maiores dúvidas das viajantes. Ainda mais se estamos falando da primeira viagem internacional sozinha, quando vamos viajar sem outra pessoa que poderia ser a salvadora caso faltasse dindin. Aposto que você pensou nisso!

O que sempre recomendo é que você faça a SUA planilha de gastos, pois cada pessoa tem as suas necessidades, prioridades e orçamento. O que é importante pra mim é onde vou gastar mais e pode ser completamente diferente pra você. Um exemplo: eu posso gostar muito de ir a restaurantes badalados e você pode preferir comer lanches e gastar em compras.

Quanto custa viajar sozinha

Outra questão é que meu orçamento pode ser menor do que o seu, então, não vou deixar de viajar, mas vou fazer ajustes para a viagem caber no meu orçamento. Entenda, que as variáveis são muitas para que exista um custo fixo para cada viagem / destino. Sempre vai depender do estilo de viagem de cada pessoa.

Uma dica importante: o ideal é fazer a conta do que levar sempre com sobra. E lembre-se que,mesmo você errando na quantidade de dinheiro a levar, há solução. Mas isso é assunto para outro post.

Como levar o dinheiro

Se você levar tudo em espécie e perder a sua bolsa, não terá como se virar até encontrar uma forma de ter mais dinheiro. Se levar tudo no cartão pré pago ou de crédito pagará taxas e também, se perder o cartão, ficará sem meios para sacar dinheiro ou fazer pagamentos. O melhor é um balanço entre as formas de levar o dinheiro. Veja no post abaixo como eu faço nas minhas viagens.

Como levar dinheiro em viagens internacionais

Imigração na primeira viagem internacional sozinha

A imigração na primeira viagem internacional sozinha pode causar uma enorme apreensão e ansiedade. Muitas perguntas surgem na cabeça. E se eu não entender o que eles estão falando ? E se não me deixarem entrar ? Será que estou levando todos os documentos corretos? Falou ou não falo que estou viajando sozinha? Enfim, as dúvidas são muitas e não tiro a sua razão em se sentir assim.

Como se comportar na imigração viajando sozinha

Perguntas Frequentes na Imigração 

Sabemos que os agentes de fronteira tem o poder de acabar com a nossa viagem tão sonhada, simplesmente, não nos deixando entrar. Mas o que posso te dizer é que pela minha experiência, o ideal é:

  • levar TODOS os documentos solicitados. Você pode buscar essa informações nos sites das Embaixadas e Consulados do destino para o qual está viajando;
  • responder apenas o que for perguntado;
  • dizer a verdade;
  • se não estiver entendendo o que está sendo dito, para evitar qualquer mal entendido, peça um tradutor ou explique que não está entendendo.

Transporte

Primeira Viagem Internaiocinal Sozinha - Os meios de transporte

Passagens Aéreas

Comprar passagens aéreas nem sempre é uma tarefa fácil. Digo isso, pois sempre nos deparamos com preços altos, baixos e meio termo, todos juntos, mudando a cada dia e com bastante pressão para que a compra seja feita logo, apesar de quase sempre não ser a melhor opção.

Minha recomendação aqui vai ser bem objetiva:

  • pesquise os preços em diferentes datas para saber qual é a média de preço das passagens aéreas;
  • crie alertas nos sites buscadores para as datas da sua viagem e comece a acompanhar os preços;
  • sempre compare os preços encontrados nos buscadores e sites de terceiros com os preços praticados pelas companhias aéreas que voam para aquele destino;
  • procure fazer as pesquisas com a janela anônima no navegador.

Estratégias para comprar passagens aéreas baratas

Como escolher o melhor assento no avião

Trem

Trem é o meio de transporte que mais adoro na vida! Tudo fica mais fácil de trem, pois não precisa chegar com tanto tempo de antecedência, não há problema em relação ao peso da mala (ainda não) e o melhor de tudo, geralmente, você parte e chega em regiões centrais das cidades. Sempre que posso opto em viajar de trem, mas uma coisa deve ser dita: não é o meio de transporte mais barato.

Você precisa pesquisar em grupos, blogs e pessoas que já usaram o trem como transporte no destino para o qual está indo. Por exemplo, peguei um trem na Polônia a caminho da República Tcheca e foi o maior perrengue.

Comprar a passagem de trem online, hoje em dia, é bem tranquilo, mas você precisará de uma cartão de crédito internacional e vai ter que arcar com as taxas do cartão. Você receberá a sua passagem (voucher) por e-mail e, em alguns casos, deverá trocar o voucher por seu bilhete na estação.

Recomendo, sempre que possível, comprar o bilhete de trem diretamente no site da companhia ferroviária do país de onde você está saindo. A compra com antecedência – a partir de 90 dias – quase sempre garante os melhores preços. Assim como nas passagens de avião é necessário a gente monitorar os preços.

Ônibus

Com um país do tamanho do Brasil, viajar de ônibus é comum pra gente. Confesso que fora do Brasil, só viajei de ônibus na Europa. No Canadá, apesar de não ter usado, sei que funciona muito bem também., por exemplo, viajar de ônibus é bem mais barato que de trem e existem boas companhias de ônibus como a Flixbus e Regioget.

Recentemente fiz o trecho de Praga para Cesky Krumlov, na República Tcheca. Foi tudo perfeito. Comprei a passagem online, o ônibus era excelente, estrada também e o ponto final era perto do meu hotel. Isso é uma coisa a ser checada, pois muitas vezes ao viajar de ônibus pela Europa, não há rodoviárias como conhecemos aqui no Brasil. Às vezes é só um ponto de ônibus normal.

Saúde

Seguro Viagem para quem viaja sozinha | Viajante Solo

Antes de viajar eu sempre procuro ver se a minha saúde está legal. Mantenho meu check up em dia. Se necessário, vou ao meu clínico geral e vou ao dentista também. Tudo isso pra evitar que aconteça qualquer imprevisto durante a viagem. Não é nada legal ter uma dor de dente em um local desconhecido e ainda mais viajando sozinha, né?

E se tem um conselho que sigo e que dou sempre é o de jamais viajar sem contratar um seguro viagem. Vou te dar algumas razões pra isso e você decide o que fazer:

  • a minha segurança e a minha saúde vem em primeiro lugar;
  • você estará viajando sozinha e caso aconteça algo, o mínimo que você precisa ter é um local e apoio para ser atendida;
  • o seguro viagem não é, com certeza, o custo mais alto de uma viagem;
  • custos com procedimentos médicos, consultas, exames e internações fora do Brasil são bastante altos;
  • o seguro viagem é requisito de entrada em alguns países, como por exemplo, os que fazem parte do Espaço Shengen, como França, Portugal, Holanda, Grécia, entre muitos outros.

Leia também >>

Como contratar um seguro viagem internacional

Seguro viagem para quem viaja sozinha

Seguro Viagem Anual: como funciona e quem deve contratar

Seguro Viagem com desconto!

Como já disse, por estarmos sozinhas é essencial contratarmos um seguro viagem adequado ao nosso estilo de viagem e também ao nosso orçamento, mas que cubra todas as possibilidades em caso de qualquer imprevisto com a saúde.

Onde se hospedar

Primeira viagem internacional sozinha - Escolha da Hospedagem
Imagem de Claudio_Scott por Pixabay

Para escolher a hospedagem, a primeira pergunta a se fazer é qual o tipo de hospedagem tem mais a ver com você: hotel, hostel , alugar um apartamento ou casa; ou ainda se hospedar na casa de alguém.

Existe uma infinidade de opções de hospedagem para todos os tipos de viajantes, objetivos e orçamentos de viagem. Aos poucos você vai entendendo qual é o seu.

Opções de hospedagem para quem viaja sozinha

Viajar Sozinha e usar o Airbnb: vantagens, desvantagens e desconto

Viajar Sozinha e usar o Couchsurfing: como funciona, vantagens, desvantagens e segurança

Cada pessoa tem as suas prioridades na hora de escolher onde ficar, mas aqui falo de quais os critérios pesam na hora da minha escolha:

Localização

A localização é um dos fatores mais importantes na minha opinião na hora de reservar hospedagem. Gosto de estar perto do que vou visitar e em regiões consideradas seguras e movimentadas, pois às vezes volto mais tarde e quero me sentir OK em relação a isso. Gosto também de terminar o meu dia jantando em algum lugar e se ele estiver perto do meu hotel, melhor ainda!

Penso que não adianta muito economizar na escolha da hospedagem, pois você acaba gastando a diferença em transporte e tempo de deslocamento até as principais atrações. Então, prefiro gastar um pouquinho a mais na hospedagem pra poder gastar o meu tempo visitando e curtindo a cidade.  

Conforto e Limpeza

Outro ponto bastante importante pra mim é o conforto e a limpeza. Não estou falando de luxo, mas sim de uma cama confortável, que vai descansar meu corpo que andou mais de 10 km naquele dia (sim, sou dessas!).

Quero também uma ducha que vá me relaxar e me deixar novinha para o próximo dia de descobertas. E quero, obviamente, um local limpo e equipado com o que preciso durante as minhas viagens.

Mas saiba que cada pessoa tem seus critérios de escolha de hospedagem e as suas prioridades. E não tem certo ou errado. Tem estilo de viagem. E, se você ainda não sabe o seu, vai descobrir viajando e experimentando. Seu estilo, inclusive, pode ir mudando de acordo com as experiências.

Internet

Hoje em dia acho que dificilmente alguém quer ficar desconectada – o que faz muito bem a saúde de vez em quando! Mas, viajando sozinha, acho que estar conectada é bastante importante, pra não dizer essencial.

A conexão a internet durante a sua viagem sozinha não será apenas para contato social ou postar as inúmeras selfies da sua maravilhosa viagem. Ela servirá também para outras coisas importantes, como:

  • manter a sua família e amigos informados sobre a sua localização e se está tudo bem;
  • guiar você nos deslocamentos com os aplicativos de localização;
  • chamar o transporte por aplicativos;
  • acionar o seguro viagem, caso seja necessário
  • receber comunicados das companhias aéreas, hospedagem, etc.
  • acessar seus documentos na nuvem e muitas outras coisas importantes

A opção mais barata é, sem duvida, utilizar o Wifi do hotel e de dos demais estabelecimentos. Mas a gente acaba ficando um pouco prejudicada para muitas atividades que exigem a conexão, como usar o Maps para encontrar o caminho, por exemplo.

Uma opção, nem sempre a mais barata, é entrar em contato com a sua operadora do Brasil e ver quais os planos disponíveis para uso no exterior. Outra opção é a compra de um chip no país de destino e para isso precisará de tempo e falar ao menos inglês para poder ver qual será o melhor plano, etc.

Por último, você pode comprar um chip de viagem internacional , que será entregue na sua casa e que já estará ativado quando você chegar no seu destino. Uma opção para quem não está disposta a perder tempo na viagem.

Roteiro

Imagem de PourquoiPas por Pixabay 

A primeira recomendação que tenho é: procure não colocar tantas cidades em uma só viagem. Entendo que você queira visitar o máximo possível de lugares, mas acaba que você vai conhecer muito pouco de cada lugar. Acredite em mim, já fiz isso quando comecei a viajar.

Hoje em dia prezo ficar mais tempo em cada cidade para que a minha experiência por lá seja de qualidade. Isso faz com que tenhamos tempo de visitar o TEM QUE VER e explorar o destino para encontrar o NOSSA! QUE LEGAL! NÃO SABIA! DESCOBRI SOZINHA! Essa parte é a melhor, com certeza!

Mesmo que você não goste de fazer roteiros engessados, um breve planejamento diário pode fazer toda a diferença. Afinal, quando estamos sozinhas, passamos mais rápido pelas atrações e sobra mais tempo para descobrir mais os arredores. 

Leia também >>

Viajar sozinha sem planejar e sem roteiro diário definido

Slow Travel: o que é, quais as vantagens e desvantagens

Se preferir, faça uma lista com todas as atrações e programas da viagem e divida entre os dias que você vai ficar, agrupando de acordo com a proximidade. Use o Google Maps para te ajudar nessa tarefa.

Evite incluir os dias de chegada e partida no seu roteiro de visitas aos pontos de interesse. Normalmente dá pra fazer pouca coisa e você ou estará cansada da viagem ou terá que se organizar para partir.

O melhor é aproveitar esses dias para, se for na chegada, fazer reconhecimento da vizinhança. E, se for dia de partir, fazer as últimas comprinhas e organizar suas coisas. 

Segurança

O mundo, infelizmente, ainda é inseguro para as mulheres. Há muitos perigos, sim, é verdade. Mas muito menos do que as pessoas falam ou do que você imagina. Felizmente ainda existem mais pessoas legais do que malvadas.

A maldade e a violência existem, mas na sua cidade, próximo a sua casa ou no destino que você escolheu. Então, precisamos saber que devemos sempre estar atentas a tudo que acontece no destino para o qual estamos indo e também tudo o que acontece ao nosso redor durante a viagem.

Mas nem preciso me alongar muito nesse tema, pois tenho certeza que você já sabe como se proteger e se cuidar, já que vivemos em um dos países mais violentos do mundo. Caso você queira relembrar algumas regrinhas básicas, poderá baixar o meu e-book Viajar Sozinha em Segurança.

Bagagem

Primeira Viagem Internacional: bagagem

Chegou a hora de arrumar a mala? A primeira coisa é checar qual é a regra da companhia aérea que você vai viajar, caso vá de avião. Se antes as bagagens vinham incluídas no preço da passagem, isso mudou em algumas empresas. Cada uma companhia aérea decide se vai ou não cobrar a mala, por isso, é bom você checar este detalhe antes mesmo de comprar o seu bilhete aéreo para não ter nenhum surpresa na hora de embarcar.

A minha recomendação em relação a mala é que você viaje leve. Quanto mais coisas você levar, mais trabalho terá na hora de abrir e fechar mala, mais difícil de se deslocar entre as cidades de pegar metrô, etc. Lembre-se que nos primeiros dias tudo é tranquilo, mas na medida em que a viagem vai avançando, estaremos mais cansadas e com menos disposição de carregar um monte de coisas.

Leia também >>

Vantagens de viajar leve na sua viagem solo

Mais artigos sobre bagagem e o que levar na mala

Sei que é difícil a gente desapegar e viajar com mala de mão. Isso é um processo e tem suas vantagens e desvantagens. Viajei 25 dias com mala de mão pelo Leste Europeu e agradeci muito ter tomado esta decisão, pois havia muitos deslocamentos e todos foram bem tranquilos por conta de estar com pouca coisa.Bom, este post

Bom, este post é o que chamo de artigo vivo e se você chegou até aqui, saiba que ele vai ser sempre atualizado com links de novos conteúdos relacionados a primeira viagem internacional sozinha.

Primeira Viagem Internacional Sozinha - Chefchaouen - Denise Tonin
Chefchaouen, Marrocos – Foto de Rose Marques

Se você acha que esqueci de alguma coisa ou se você tem dúvida sobre algo que ainda não falei é só deixar nos comentários. Espero, realmente, que esse conteúdo te ajude a organizar a primeira viagem internacional sozinha para que você viva essa experiência maravilhosa que é viajar na melhor companhia do mundo: você!

Encontre o melhor hotel para a sua viagem solo

Viaje Conectada! Chip internacional entregue na sua casa!

Seguro Viagem com desconto!

Vai alugar um carro? Encontre as melhores locadoras e preços!

Reserva de Hospedagem com Desconto no AirBnb

Compre ingressos e Reserve Passeios pelo mundo

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO! VOU ADORAR!

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.