10 Mitos sobre viajar sozinha | Viajar Sozinha

Durante muito tempo viajando solo, seja por prazer ou a trabalho, ouvi principalmente das mulheres, as mais diferentes justificativas pra não cair na estrada: são o que chamo de mitos sobre viajar sozinha. Consigo entender cada uma destas justificativas e respeito quem as dá e quem se sente insegura.

Algumas destas justificativas já passaram pela minha cabeça em algum momento de um passado bem distante, mas acredito que a maioria sejam apenas desculpas que damos e que acabam nos confortando. Fica mais fácil não tomarmos uma atitude em relação a essa questão. Esses mitos ou crenças nos paralisam e não nos deixam sair do lugar. E, na maioria das vezes, não são verdades e muito menos condizem com a realidade da estrada.

Escolhi 10 mitos sobre viajar sozinha que mais ouço das pessoas e que recebo nos e-mails. Quero rebatê-los, baseada em minha experiência, contando como é a realidade.  Não estou querendo dizer que é fácil, apenas que é possível. Quem sabe estas palavras não te motivam a, pelo menos, experimentar viajar sozinha uma vez e sentir os benefícios dessa jornada? Se você não tentar, como vai saber?

Mitos sobre viajar sozinha (rebatidos)

Vou correr risco de vida ou não é seguro viajar sozinha

Mitos Sobe Viajar Sozinha MedoCorrer risco de vida? Acho isso bem discutível. Na verdade, correr riscos faz parte da VIDA. Eu, por exemplo, moro no Rio de Janeiro, uma cidade grande e que é conhecida por ser bastante violenta. Acredito que corro risco de vida todos os dias, mas já vivo aqui há 25 anos e estou aqui, viva e escrevendo para você. E como a gente faz? Fica trancada em casa? Não, não é possível. Precisamos trabalhar, ir e vir. Agimos de maneira cuidadosa e evitamos nos colocar em situações perigosas, certo? A gente já faz isso todos os dias e vai repetir em nossas viagens solo por aí. Vamos nos precaver, mas não vamos deixar de viver e curtir as coisas boas que a vida nos proporciona.

É claro que existem cuidados extras quando viajamos sozinha, pois não conhecemos bem o destino. Mas acredito, baseada em minhas experiências, que o planejamento e a pesquisa que fazemos sobre o destino é a melhor arma para combatermos a nossa insegurança e acaba evitando a exposição a riscos. Escrevi sobre isso e acabou virando um e-book com dicas de segurança para viajarmos sozinhas tranquilas e confiantes.

Capa Ebook Viajar Sozinha em Segurança Denise Tonin min

E-BOOK GRATUITO

VIAJAR SOZINHA EM SEGURANÇA

Mais de 20 dicas para você viajar tranquila e confiante!

Não tenho mais idade para viajar sozinha

Bom, eu tenho quase 49 anos e não me sinto nem um pouco velha para fazer o que gosto, o que me dá prazer e o que me faz feliz. Será que tem idade pra aproveitar a vida? Para conhecer outros lugares? Culturas? Eu acho que não. O que acho é que a medida em que vamos envelhecendo, vamos aproveitando as coisas de uma maneira diferente, com outro olhar.  Existem inúmeros casos de pessoas que começaram a viajar sozinhas depois dos 50, 60 e estes casos vão até os 80 ou mais. Acho que tudo está na sua mente.

Penso que quanto mais envelhecemos, mais entendemos como podemos ser felizes! Nos criticamos menos, nos tornamos mais amigas de nós mesmas e deixamos de lado muitas coisas e pessoas que não valem o esforço.

Aprendemos a aproveitar melhor o tempo com coisas que realmente fazem sentido em nossas vidas. E vou te falar que isso não dá pra fazer aos 20. Cada coisa no seu tempo! E em cada ano de nossa vida há sempre mais e mais para descobrir e viver. E o melhor de tudo: ganhamos sempre mais sabedoria!

Fazer refeições sozinhas é deprimente

Mitos sobre viajar sozinha RefeiçõesEste é um dos pontos que me incomodava no começo, mas passou rapidinho. Descobri como é prazeroso fazer a refeição em minha própria companhia. Primeiro, porque posso comer o que quiser, sem culpa ou alguém querendo que eu coma outra coisa para dividir o prato (hahahahaha). E, segundo, porque não há nada mais divertido do que observar o que se passa ao redor. Eu costumo me divertir muito observando as famílias, os casais comendo em silêncio (tédio!) ou brigando. Sou uma voyeur de restaurantes!

E outra coisa: nem sempre você estará completamente só. Muitos garçons vão bater papo com você e contar sobre o lugar ou dar dicas de passeios. Existem restaurantes onde você divide a mesa com outras pessoas e acaba fazendo amizade com outros viajantes. E tudo bem se você abrir seu belo companheiro de viagem e devorar as páginas até a sua refeição chegar. Ou mesmo, conversar com seus amigos pelo whats ou simplesmente navegar na internet ou apreciar a vista.

É na minha refeição que faço o “download” do meu dia, que planejo o que vou fazer a seguir, que saboreio os momentos já vividos e os que estão por vir. É um momento totalmente seu e com criatividade ele pode se tornar muito interessantes e divertido!

Sou mulher e sou frágil

Sim, somos mulheres e com tudo de melhor que essa condição nos dá. O termo frágil há muito tempo já não anda colado com a definição de mulher. Somos donas de casa, mães, companheiras, excelentes profissionais, amigas e…. mais um monte de coisas. Sinceramente, você se considera frágil?

O fato de ser mulher, sim, às vezes nos coloca em situação de desvantagem perante as ações e pensamentos machistas que encontramos no mundo. Mas isso vai nos paralisar e vamos simplesmente aceitar? Não concordo. Não sou uma pessoa de levantar bandeiras e tal. Mas, simplesmente, não me amedronto mais frente a estas coisas. Ou se me amedronto, procuro enfrentar e fazer o que tenho vontade. Realmente não é a coisa mais fácil do mundo, mas precisamos nos movimentar, pois sabemos que é possível sim! Vamos enfrentar da maneira que podemos e conseguimos. E vamos seguir nosso caminho!

Vou ficar sozinha o tempo todo

Mitos sobre viajar sozinha AmizadesSomente se você quiser, porque pra onde quer que você vá, haverá uma infinidade de viajantes solo ou viajantes acompanhados. E você pode, perfeitamente, fazer novas amizades durante a sua viagem.

São pessoas como você e, geralmente, muito amigáveis e que estão também curtindo e descobrindo aquele lugar. Vão te dar ótimas dicas do que já fizeram, do que vale a pena ver e tal. E tenho certeza que você será muito bem vinda a dividir a mesa e bater um papo, se quiser.

Eu conheço pessoas o tempo todo em minhas viagens. Seja nas tours que faço nos destinos, seja quando me hospedo em hostel. Você só ficará sozinha se essa for a sua vontade.

Viajar sozinha é muito chato

Viajar e chato são palavras que não combinam, não é mesmo? Será que você não acha chato ficar na sua própria companhia? Pense nisso. Porque viajar é uma coisa maravilhosa de qualquer jeito: sozinha, com amigos, com companheiros, com a família. Isso não sou só eu que acho. É quase uma unanimidade entre as pessoas.

O que acontece é que não estamos acostumadas a ficar sozinhas e curtir isso. A “regra” geral – pelo menos foi na minha geração – era sair da casa dos pais e casar. Nem tão rígido assim, mas acabava sendo o normal. Ainda hoje, as pessoas pensam que só podem ser felizes e plenas se estiverem “acopladas” a alguém. Desta forma, como podem se conhecer melhor?

Para a gente adorar estar em nossa companhia é necessário passar por um processo de autoconhecimento, de aceitação e de prática até. Depois que a gente se descobre como a melhor companhia é tão bom e muito difícil não reservar estes momentos de vez em quando. Vai por mim!

Vou ter que ficar em hostel e dividir o quarto com estranhos

Mitos sobre viajar sozinha HostelHá um tremendo preconceito em se hospedar em um hostel. As pessoas acham que é um local onde só se hospedam jovens, loucos e perigosos; que você é obrigada a dividir o quarto com vários estranhos; que é perigoso; que são super baratos e, por isso, as pessoas não são lá muito confiáveis.

Bom, não é nada disso. O hostel pode ser considerado a nova maneira de chamar a pousada, velha conhecida nossa.  Muitas vezes, tem preços iguais ou superiores a hotéis. A maioria oferece quartos privativos em suas instalações, que é a maneira que gosto mais de me hospedar. Você vai encontrar muitos jovens sim, mas também pessoas mais velhas – como euzinha – que já descobriram as vantagens de usar um hostel quando viaja sozinha. O que você me diz do Lisbon Calling Hostel em Lisboa na foto acima? Parece um local barato e perigoso? E, se seu orçamento permite, pode ficar em hotéis luxuosos, sofás dos amigos, não importa. O que importar é curtir sua viagem!

Só solteiras viajam sozinhas

De maneira alguma! Conheço várias pessoas que possuem relacionamentos saudáveis e que partem sem seu companheiro e sem ter um problema por causa disso. Relacionamentos, sejam eles quais forem, precisam de um respiro, de um tempo, de saudades. Isso faz bem para os dois lados.

Antes de sermos um casal, somos indivíduos e necessitamos de nosso tempo. Antes de sermos mães e amigas, também necessitamos de nosso tempo. Claro que é mais fácil para quem não tem um parceiro ou filhos. Mas pra quem tem também não é impossível. Uma boa conversa sempre pode ajudar a resolver possíveis desentendimentos. Se isso não rolar, seria legal rever as condições desses relacionamentos. 🙂

Tenho que ser corajosa e aventureira

Mitos sobre viajar sozinha AventuraPara viajar sozinha você não precisa escalar montanhas, saltar de bungee jump, mergulhar com tubarões ou fazer trilhas de nível avançado. E que tal só curtir as ruas de Londres? Jantar em um barco navegando no Sena? Curtir o mar do Caribe em um belo resort? Isso te parece ser aventureira? Isso me parece ter ótimo gosto para programas! rs rs

Você deve fazer o que gosta e o que tem a ver com você. Lembre-se: este é seu momento! E só seu! Não precisa fazer algo louco. Eu, por exemplo, tenho medo de altura e não sou dada a esportes radicais e nem mesmo montanha russa. Acha que não fui aos parques da Disney por causa disso? Nem pensar! Fiz mil outras coisas que estava a fim e me diverti horrores!

Mas há também quem curta mil aventuras e super apoio! Mas na sua viagem solo não é obrigatório ser aventureira! É obrigatório se divertir e fazer o que se gosta. Você determina seu estilo de viagem e garanto que você terá momentos maravilhosos e uma viagem inesquecível.

Não poderei sair à noite

Claro que sim! Eu confesso que não vou a baladas, mas não por estar sozinha e sim porque durante as viagens, meus dias são tão intensos, que ao cair da noite sou só o pó e tudo que quero fazer é colocar as pernas pro ar e relaxar. Mas sempre saio para jantar ou caminhar à noite e ver o movimento da cidade, onde entendo que seja seguro e divertido. Em Londres, depois de um show, fiquei caminhando por Piccadilly Circus e vendo os artistas de rua. Quase perdi a hora do metrô! Me senti confortável e segura. Em Buenos Aires fui curtir um show de tango sozinha e me diverti muito. Sempre podemos sair à noite sozinhas, basta tomarmos as precauções e nos sentirmos bem.

Bom, essas são apenas as principais crenças limitantes sobre viajar sozinha. Ouço muitas outras e, em breve falarei mais sobre o assunto. Se você tem alguma dúvida ou crenças sobre viajar sozinha, coloque aqui nos comentários. Vou adorar responder e podemos ajudar outras viajantes 🙂

Compartilhar
Artigo anteriorVisita ao Museu do Seringal
Próximo artigoRio Cuieiras: visita à Comunidade Três Unidos
Cariúcha da gema, amante de um bom livro e de dias chuvosos. Descobriu faz um tempão que viajar sozinha é uma experiência incrível e que muda toda a perspectiva da vida! Agora, se denomina viajante solo por paixão e opção! Idealizadora da Solo Travel Week e do Programa Viajante Solo, seu objetivo é incentivar cada vez mais mulheres a viajarem sozinhas.

8 COMENTÁRIOS

  1. Denise, que maravilha de post! Parabéns!
    Tenho 45 anos e fui à Paris comemorar meu aniversário de 40 anos, sozinha lógico!
    Contratei um pacote com agência, mas por lá fiz outros passeios por conta, até visitei uma amiga em Orleans.
    Foi inesquecível!!! Só seria melhor se falasse francês!!
    Beijos

    • Marcolina, que bom que você gostou, fico super contente quando recebo comentários 🙂 Eu tenho 49 e passei meu aniversário de 40 em…. Paris!!!! hahahah Maravilhoso, não? Eu também contrato agências de vez em quando pelo conforto, né? Tento equilibrar as finanças fazendo um pouco por conta própria e também contratando tour, porque a gente sempre conhece outras pessoas e é muito legal! Voltei tanto a Paris sozinha que hoje já me viro muito bem no francês 🙂 Super obrigada pela visitinha! beijos

  2. Muito bom post, Denise!!
    Tenho 64 anos e acabei de voltar de Portugal sozinha sendo dois dias em Lagos no Algarve e três em Lisboa! O resto do tempo peguei uma excursão de brasileiros! Foi muito bom! A melhor experiência foi quando eu estive sozinha fazendo tudo o que tinha planejado no meu tempo e jeito!! Não podia imaginar que seria tão maravilhoso!! Procurei fazer coisas que me ocupassem o dia inteiro e um roteiro bem intenso!! Fantástico!!!

    • Bety, que bom que gostou! E nossa, Portugal tem batido a minha porta de diversas maneiras! 🙂 Estou louca pra ir, ainda não conheço! Vou querer as suas dicas, hein? Contente de saber que você gostou da experiência. Espero que continue viajando sozinha e experimentando mais e mais 🙂 Feliz de te ter por aqui. Obrigada! beijos

  3. Ameis as considerações. Embora nunca tenha viajado sozinha, acredito que uma das vantagens seja poder fazer o que quiser, na hora que quiser, do jeito que quiser sem se preocupar se vai incomodar ou se o outro ou os outros vão querer fazer igual….

    • Oi Dani!!!! Que bom te ter por aqui 🙂 Com certeza esta é uma das grandes vantagens: a flexibilidade e a liberdade de tudo! Espero que você experimente um dia! É enriquecedor! Beijokas

  4. Adorei esse post, Denise. Sempre viajei sozinha, independente do meu estado civil. Tenho marido e duas filhas. Mesmo assim, pelo menos 1-2 vezes por ano preciso de uma viagem solo. E como você disse: a gente conhece pessoas, até o garçom vem bater papo…. enfim… não há porque não viajar.

    • Oi Lu, que bom! Fico muito feliz Obrigada pela visitilha! Acho que muitas pessoas deixam de viajar por crerem em coisas que nem sempre são verdades. Que bom que vc é um exemplo do que falo! Obrigada!

DEIXE UM COMENTÁRIO! VOU ADORAR!

Please enter your comment!
Please enter your name here