Viajar Sozinha para Paris

Viajar sozinha para Paris sempre me permitiu conectar comigo mesma de uma forma mais do que especial. Sabe aquela cidade no mundo que faz o teu coração bater mais forte? Essa é a minha cidade predileta no mundo e ainda não encontrei exatamente as razões. Será que já vivi lá em outra vida ? Quem sabe…

“Se você quando jovem teve a sorte de viver em Paris, então a lembrança o acompanhará pelo resto da vida, onde quer que você esteja, porque Paris é uma festa ambulante”. Ernest Hemingway

Se você tem a sorte de ir pra Paris, também terá a chance de se apaixonar como Hemingway e milhares de pessoas o fazem. A capital francesa é fascinante por sua história, beleza, arquitetura e população. 

Mas além de palco para muita história, Paris está entre as cidades mais visitadas e sonhadas do mundo. No ano passado, por exemplo, foram 40 milhões de visitantes de todos os lugares do planeta.

Viajar Sozinha para Paris - Jardins do Trocadero
Jardins do Trocadero, Paris

Isso sem falar nos filmes e nos clichés sempre fazendo uma imensa propaganda do modo de vida parisiense. Quem nunca viu um francês de blusa listrada, boina, bigode e baguete sob o braço, se apaixonando por uma mocinha de minissaia preta e florzinhas?

Não esqueça de contratar seu seguro viagem, obrigatório na Europa. Compare os melhores planos e seguradoras  para o seu seguro viagem.

Nas próximas linhas, vou dar algumas dicas práticas para que você possa começar a tirar do papel a sua tão sonhada viagem para a capital francesa. Viajar sozinha para Paris será, sem dúvida, uma experiência incrível e única! 

Viajar Sozinha para Paris: o que você precisa saber

Este é um post índice e vai ser sempre atualizado na medida em que eu for escrevendo sobre a cidade. Novidades e links serão acrescentados por aqui. Se preferir, você pode ir direto para um determinado tópico, clicando nos links abaixo.

Visto & ImigraçãoComo chegar Moeda Idioma
Quando Ir Quantos dias Ficar Onde Ficar Segurança
Como se locomover Internet Pontos TuristicosBate e Volta
Viajar Sozinha para Paris - Jardins de Luxemburgo
Jardins de Luxemburgo, Paris

Visto & Imigração

A França faz parte do Espaço Shengen e brasileiros viajando a turismo não precisam emitir visto e podem permanecer no país por até 90 dias.

Leia também

Documentos exigidos para entrar na Europa

Não vai ficar em hotel? Veja como fazer uma carta-convite

Em todas as vezes em que estive em Paris – e foram muitas -, não tive qualquer problema na imigração. Raramente me fizeram qualquer pergunta e jamais me pediram seguro viagem ou outro documento.

Leia também

Como se comportar na imigração viajando sozinha

Perguntas frequentes na imigração (com respostas em inglês)

Como chegar

As companhia aéreas que oferecem voos diretos do Brasil para Paris são a Latam e a Air France. Outras empresas que também voam para Paris a partir do Brasil são: Gol, TAP, Azul, KLM, Lufthansa, Iberia, Delta, Emirates, entre outras.

Se você já estiver na Europa, poderá também chegar de trem ou de carro, mas lembre-se que Paris é uma cidade com trânsito intenso, então, circular de carr não é uma boa ideia.

Veja Paris em  vídeos timelapse para se apaixonar cada vez mais

São várias as estações de trem em Paris, sendo que as que recebem trens internacionais são a Gare du Nord, trens de e para Londres, Bruxelas ou Amsterdam; Garde de Lyon, trens de e para Itália e Suíça e Gare de l’Est, de onde partem e chegam trens da Alemanha.

Importante saber que há 3 aeroportos principais em Paris: Charles de Gaule (CDG) e Paris-Orly (ORY) por onde chegam os voos vindos do Brasil. E, por fim, o Paris-Beauvais (BVA), aeroporto mais distante do centro de Paris (85 km) que recebe os voos da Ryanair, Volotea e outras companhias aéreas de baixo custo.

Dinheiro

A moeda oficial da França é o euro (€). A maioria dos estabelecimentos aceita cartões de crédito, mas com a atual desvalorização do real, a melhor forma de escapar das taxas é levando dinheiro em papel moeda.

Leia também >> Como levar dinheiro nas viagens internacionais 

Muitas vezes o seu troco virá apenas em moedas, o que pode ser complicado de guardar. Para melhor se organizar, leve um porta moedas para facilitar o seu dia a dia. 

Para saber quanto levar de dinheiro para Paris, calcule de 70€ a 100€ por dia. Nesse valor não estão inclusos valores de hospedagem, seguro viagem e passagem aérea. Claro que pode sobrar ou faltar dinheiro, dependendo do seu estilo de viagem – luxo ou econômica – e dos passeios que pretende fazer. Mas já é uma estimativa básica pra você avaliar quanto irá gastar.

Leia também >> 13 destinos para a sua primeira viagem internacional sozinha

Idioma

Muitas pessoas dizem que o francês é uma língua difícil. Pior ainda, a fama dos franceses é a de não tratar bem os turistas que falam inglês, sobretudo os parisienses. Contudo, o que acontece é que, por exemplo, as pessoas mais velhas, não sabem inglês e elas podem agir com indiferença, fazendo o clássico “pfff”. 

Então, se você precisar de ajuda ou de informações, procure pelos mais jovens e sempre comece a sua frase com Bonjour S’il vous plaît. Isso será meio caminho andado, mesmo que depois dessas palavras você comece a falar inglês. Posso garantir que na maioria das vezes você terá a sua resposta.

Claro que não vamos chegar em Paris falando francês, mas é sempre bom a gente ter conhecimento de frases e palavras úteis pelo menos para iniciar a conversa ou o pedido de ajuda:

  • Bonjour – Bom dia / Boa Tarde
  • Bonsoir – Boa noite (ao chegar)
  • Bonne nuit – Boa noite (ao partir, para ir dormir)
  • Ça va? – Como vai? 
  • Ça va – Tudo bem (na resposta)
  • Je suis brésilienne – Eu sou brasileira
  • Je ne parle pas Français – Eu não falo francês
  • Parlez-vous Anglais? – Você fala inglês?
  • Excusez-moi – Com licença
  • Je voudrais… – Eu gostaria… 
  • Où c’est la Tour Eiffel? – Onde fica a Torre Eiffel?
  • Comment vous vous appellez? – Como você se chama?
  • S’il vous plaît – Por favor
  • Merci – Obrigada
  • De rien – De nada
  • Combien ça coûte? – Quanto custa?
  • Je ne veux pas – Eu não quero
  • Eau – água

Quando ir

A melhor época do ano para visitar Paris, caso você prefira temperaturas mais suaves, é nos meses de Abril, Maio, Setembro e Outubro, as estações da primavera e outono. Na primavera, minha estação preferida para visitar a cidade, você terá dias mais longos – anoitece depois de 21h – para aproveitar a cidade, além dela estar florida e muito colorida, dando um charme especial em tudo a sua volta.

Tanto o inverno quanto o verão em Paris levam o termômetro à temperaturas extremas. Peguei 35°C em junho, para você ter uma ideia de como o clima no mundo está fora do normal.

Inclusive, Paris não está estruturada para as altas temperaturas que vem ocorrendo. Portanto, se você não gosta de calor, evite o verão, quando a cidade estará lotada de turistas, as filas estarão maiores do que normalmente já são e os preços estarão nas alturas também.

O que levar na mala de outono
Mala de Outono

>> O que levar na mala de primavera

>> O que levar na mala de outono

Já no inverno, os dias tem a duração curta, muitas atrações fecham mais cedo e as baixas temperaturas afugentam as pessoas da rua. Viajar para Paris no inverno pode ser uma boa para quem ama o frio e para quem curte museus e cafés. Sempre há o que fazer em Paris, não importa a estação!  

Quantos dias ficar

Paris é uma das cidades mais belas e visitadas do mundo. Há tantas atrações e programas que chega a decepcionar quando vamos embora. Costumo sair do centro da cidade em direção ao aeroporto pensando em quando voltarei para completar todas as coisas que deixei de fazer e isso levando em consideração que já fui 12 vezes a capital francesa!

Pensando nisso, para conhecer ao menos os principais pontos da cidade, recomendo ficar pelo menos 5 dias, sem contar os dias de partida e chegada. Dessa forma, você conseguirá se programar para ver os principais museus, praças, monumentos e até mesmo ter uma ideia da gastronomia francesa. 

Sozinha em Paris: onde é melhor ficar

Já que você estará sozinha em Paris, vou te indicar os bairros que considero mais tranquilos. Mas,para começar vamos entender como a cidade funciona.

Desde 1795, Paris é organizada em 20 arrondissements, divisões administrativas que repartem a capital francesa. Cada arrondissement (Arr.)é dividido em 4 áreas que são os quartiers, bairros. Sabendo disso fica mais fácil se localizar e escolher o melhor lugar para ficar.

Viajar Sozinha para Paris, Entenda as divisões dos bairros e regiões administrativas
Divisão Admnistrativa de Paris – Imagem: Hmaglione10 

Os bairros mais centrais são os mais bem localizados e, consequentemente, mais caros. Na medida em que você vai se afastando, encontra opções mais em conta, mas vai demorar um pouquinho mais para se deslocar entre um ponto e outro.

Existem opções de hospedagem em Paris para todo tipo de orçamento, mas o ponto principal na hora de escolher o seu hotel é estar perto de uma estação de metrô. Isso vai facilitar muito o seu deslocamento na cidade, pois conseguirá chegar em qualquer ponto de interesse com o metrô fugindo dos engarrafamentos da cidade. Claro que outros fatores vão influenciar na sua escolha, mas não adianta muito economizar em hospedagem e perder tempo no deslocamento, ainda mais se você tem poucos dias na cidade.

Sugiro você começar sua busca por hospedagem nos bairros abaixo:

Le Marais  – 4 arr.

Champs Elysées – 8 arr.

Quartier Latin – 5 arr.

Louvre – 1 arr.

Já me hospedei sozinha em Paris em diferentes áreas da cidade, do 3º ao 19º arrondissement e não recomendo: Barbés, Pigalle, Garde du Nord e Montmartre. Sim, Montmartre é turístico, adoro passear por lá, mas dependendo do hotel que escolher e, como não conhece bem a cidade, poderá acabar se hospedando ao lado de casas eróticas, o que não seria nada conveniente ainda mais sozinha.

Deixo aqui a recomendação de alguns hotéis em que fiquei e que achei que foram legais e com bons preços.

Ibis Styles, Republique >> 3 Arr.

Le Patio Bastille, Nation >> 11 Arr.

Ibis Budget Paris la Vilette, Quartier de La Vilette >> 19 Arr.

Generator Hostel, Hôpital Saint Louis >> 10 Arr.

Sozinha em Paris: como é a segurança

Viajar Sozinha para Paris - Segurança
Petit Palais, Paris – 2019

Assim como praticamente todas as grandes cidades do mundo, Paris também tem seus problemas e exige ficar alerta, o que já estamos bastante acostumadas. O fato de estar sozinha em Paris, pode chamar a atenção e, por isso, precisamos ficar atentas a alguns golpes mais conhecidos:

Golpe da catraca: não te roubam nada, mas te dão uma bela “encoxada” na hora que você está passando na catraca para não pagarem o metrô e acontece muito na hora do rush. O meu truque é: olho pra trás e desarmo o cara se ele está pensando que vai passar comigo. Depois passo rápido a catraca e eles acabam desistindo e procurando outra pessoa distraída.

Leia também

Viajar Sozinha para Lisboa

Jardins de Monet

Vale do Loire: visita aos castelos de Langeais e Chenonceau

Golpe do metrô: ao entrar no metrô, não se distraia com gritos ou pessoas falando com você em francês. Igone, pois enquanto isso acontece, alguém se aproveita de sua distração para pegar seus pertences dentro da bolsa ou mochila. Para evitar, carregue sempre seus pertences na frente quando for pegar o transporte público.

Golpe da pulseira: esse golpe acontece perto da catedral de Sacre Coeur, em Montmartre. Inclusive acho que as baianas de Salvador importaram o golpe ou foi o contrário? Um estranho pega a sua mão sem permissão e amarra uma pulseira. Enquanto faz isso, ele te enche de elogios, mas no fim, começa a cobrar um valor de forma agressiva. Não deixe que ninguém pegue o seu braço e, se acontecer, fale alto, em português mesmo! Isso vai fazer as pessoas olharem para ver o que está acontecendo e você consegue sair dessa roubada!

Golpe do copo: Um grupo de pessoas finge que não se conhece e participa de uma aposta que envolve objetos debaixo de copinhos. Sabe aqueles jogos em que você deve apostar e descobrir em qual copo está o objeto? Ao olhar, parece muito fácil. Mas, na verdade, o grupo jogador se conhece e é tudo armado para você fazer grandes apostas. 

Golpe do Anel: deixam cair um anel em sua frente e vem te devolvê-lo como se o anel fosse seu e eles as pessoas mais honestas do mundo e bla bla bla. Dizem que o anel é de ouro e insistem para que você fique com ele, tentando colocá-lo no seu dedo. Depois te pedem dinheiro por terem sido tão legais com você e vão te seguir até o inferno!

Também precisamos ficar atentas aos pickpockets, os “batedores de carteira e de celular”, especialistas em meter a mão na sua bolsa ou casaco. Eles ficam em áreas turísticas e no transporte público, principalmente no metrô.

Inclusive, há uma gravação do próprio metrô pedindo para que você tenha atenção com seus pertences, pois os pickpockets estão atuando nas principais linhas. Especial atenção na hora do rush, quando o metrô lota e você mal consegue se mexer. Mantenha a sua bolsa ou mochila na frente do corpo. Procure guardar seu celular na bolsa e não no bolso do casaco ou da calça, pois eles são realmente muito bons nisso e você nem vai sentir que está sendo roubada.

Depois de falar tudo isso ainda digo que, em geral, Paris é uma cidade segura, principalmente se comparada às capitais brasileiras. A segurança pública é um ponto forte, com policiais antiterrorismo, guardas municipais e outros agentes que sempre estão à postos.  

Embora haja fiscalização e policiamento, não fique perambulando sem companhia pelas ruas até tarde. Não dá pra gente facilitar, pois embora as mulheres sejam mais respeitadas na França, somos miradas por praticamente todos esses golpes.

Como se locomover na cidade

Metro, Trem, Tram & Ônibus

O transporte público de Paris é bastante completo e te leva em qualquer dos pontos turísticos que certamente estarão no seu roteiro. O mais usado e mais rápido, sem dúvida, é o metrô, mas em alguns casos pode ser que você use também o RER, o trem regional; o Tramway em algumas localidades da cidade, e também os ônibus, que acabam não sendo a melhor opção por conta dos engarrafamentos na cidade.

O metrô de Paris faz parte da vida dos parisienses de uma forma intensa e você sempre verá vagões cheios e, na hora do rush, lotados! Ele opera de 05h30 às 1h20 e, aos sábados, funciona até 02h15 da manhã. Mas sempre consulte o status no aplicativo do metrô, pois algumas estações tem horários diferenciados. E, já que você está na cidade a passeio, evite o metrô na hora do rush e aproveite os inúmeros belos cafés parisienses.

Com 14 linhas e parecendo uma teia de aranha cheia de fios confusos, acredite: o metrô de Paris é muito simples de usar. Mesmo não falando francês, a sinalização é excelente e intuitiva e arrisco dizer que em um dia você já estará tirando tudo de letra!

Baixar o Mapa do Metrô (em pdf)

Baixar o aplicativo do metrô RATP para Android ou iOS.

Baixar o aplicativo do RER para Android ou iOS 

Existem diferentes tipos de bilhetes de transporte e vou colocar aqui os principais:

Ticket à l’unité / Bilhete único: ticket básico que dá direito a uma única viagem, com todas as conexões de metrô inclusas, com exceção de conexões com ônibus e RER fora da Île-de-France. Esse bilhete também é válido nas linhas de ônibus da região Île-de-France e no funicular de Montmartre. Cada ticket custa €1,90 (Ago 2019) e, se preferir, poderá comprar o chamado carnet, que são 10 bilhetes a €14,90 (Ago 2019).

Ticket Paris Visite: permite que você use toda a rede de transporte (metro, bus, RER, tram e Transilien ilimitadamente, por um certo período de tempo que pode ser 1, 2, 3, 4 ou 5 dias consecutivos. Na hora de comprar, você precisa escolher quais as zonas que pretende circular: zonas de 1 a 3 ou zonas de 1 a 5, que inclui a Grande Paris. Os valores variam de acordo com o número de dias e as zonas escolhidas.

Consulte os preços do Paris Visite

Já para pegar ônibus, você pode usar os tickets ou comprar os bilhetes direto com o motorista. Os bilhetes podem ser usados em conexões por até 1h30 depois da primeira validação. Não se esqueça de sempre validar os bilhetes ao entrar no ônibus e mudar de conexão. 

Sempre ande com o seu ticket até o ponto final de sua viagem. Se acontecer alguma fiscalização e você não tiver o bilhete, terá que pagar uma multa bem salgada. 

Bike & Patinete

Paris é o paraíso dos ciclistas e, recentemente, também dos amantes de patinetes elétricas, que invadiram as grandes cidades do mundo.

Quando chegar a Paris, verá que existe um tipo de bicicleta espalhada pela cidade: a Vélib. A azul é elétrica e a verde é mecânica Elas estão sempre prontas para você alugar, espalhadas pelas inúmeras estações da cidade. Você compra um passe com cartão de crédito e utiliza a bicicleta por um determinado tempo. Depois de usar, você pode devolver em qualquer outra estação disponível.

As patinetes funcionam da mesma forma e a primeira empresa que chegou na cidade foi a Lime. Você vai ver as scooters espalhadas por toda a cidade e para usar você deve baixar o aplicativo (iOS | Android) , fazer seu cadastro e sair andando com a sua patinete. Não esqueça de respeitar as regras de segurança.

Transporte por aplicativo

Outra forma de deslocamento ideal para quem está sozinha em Paris e pretende sair à noite, é o transporte por aplicativos.

Há disponível em Paris o nosso conhecido Uber e também o Heetch e o Le Cab que usei e foi bem tranquilo. Existe um serviço especial para mulheres, o Women Drive, que oferece corridas apenas para mulheres. Não experimentei e não sei se funciona bem, mas é mais uma opção.

Quer desconto no Uber?  (apenas para novos cadastros)

Se for utilizar os táxis convencionais, certifique-se de pedir em uma cooperativa ou junto ao seu hotel. Um dos golpes em turistas em Paris é o de falsos taxistas que aumentam as taxas e têm comportamentos agressivos. 

Ônibus turístico Hop on Hop Off

Opera Garnier, Paris.

Hop on Hop Off são aqueles ônibus de dois andares que fazem o mesmo trajeto várias vezes ao dia e incluem os principais pontos turísticos da cidade. Sendo assim, é uma excelente opção para quem tem pouco tempo na cidade e gostaria de ter um panorama geral da cidade. Os ônibus oferecem audioguias em várias línguas, inclusive português.

Existem várias empresas que oferecem esse serviços em Paris e quase todas elas param na Champs Elysées, em frente ao Arco do Triunfo. Eu sempre recomendo a Big Bus, pois ela opera em várias capitais no mundo, a frequência dos ônibus é excelente, além de achar que eles tem os melhores veículos, trajetos, além de um texto decente no áudio guia. 

Internet

Se você tem tempo no seu roteiro e arranha o framcês, poderá comprar um chip, ao chegar no aeroporto ou até mesmo no centro de Paris. As melhores operadoras – e as que já usei sem problemas – são Orange, Vodafone e SFR.

Nessa minha viagem de 3 meses pela Europa, usei a Orange e paguei 40€ (Jul 2019) para um pacote com 20 gigas, ligações ilimitadas e internet 4G. Lembre-se que não existe mais roaming entre os países da Europa, portanto, se você for viajar poderá usar o mesmo chip. Usei na Itália, Polônia, República Tcheka, Áustria, Eslováquia e Hungria e funcionou perfeitamente bem.

Se preferir existe também a possibilidade de comprar um chip aqui no Brasil que será entregue na sua casa e você já chega em Paris com a internet funcionando. Ideal para quem não quer perder tempo e / ou não fala nenhum idioma como inglês ou francês. 

O que você não poder perder em Paris

Agora chegou a parte de conhecer os principais pontos turísticos de Paris. Como já disse, são muitos, então, deixo aqui apenas alguns, pois você poderá começar a as suas pesquisas para ver preços dos ingressos e agrupá-los para montar seu roteiro.

  • Torre Eiffel
  • Arco do Triunfo
  • Museu Rodin
  • Museu Orsay
  • Museu do Louvre
  • Museu Marmottan
  • Champs Elysées
  • Centre Pompidou
  • Catedral de Notre-Dame
  • Sainte Chapelle
  • Igreja de la Madeleine
  • Basílica de Sacré Cœur
  • Champs-Élysées
  • Opera Garnier
  • Montmartre
  • Jardim de Luxemburgo
  • Jardim das Tuileries
  • Panteão
  • Invalides

Bate e Volta a partir de Paris

Para quem tem mais tempo disponível na cidade ou se está viajando sozinha para Paris pela segunda vez, existem várias opções de passeios bate e volta. São muitos, mas escolhi apenas quatro.

Bom, eu poderia ficar falando eternamente da cidade que tanto amo! São muitas coisas para ver e fazer e tenho certeza que viajar sozinha para Paris será uma experiência inesquecível, pois você dividirá momentos incríveis com a melhor companhia do mundo: você mesma!

Encontre o melhor hotel para a sua viagem solo

Viaje Conectada! Chip internacional entregue na sua casa!

Seguro Viagem com desconto!

Vai alugar um carro? Encontre as melhores locadoras e preços!

Reserva de Hospedagem com Desconto no AirBnb

Compre ingressos e Reserve Passeios pelo mundo

DEIXE UM COMENTÁRIO! VOU ADORAR!

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.