fbpx

Guia Viajar Sozinha em Segurança

HomeArgentinaRequisitos para Entrada de Brasileiros na Argentina 2022

Requisitos para Entrada de Brasileiros na Argentina 2022

Veja quais os requisitos para entrada de brasileiros na Argentina. Confira a lista de documentos necessários para viajar ao país, assim como requisitos em relação à Covid-19.

Planner Viajante Solo

JÁ ESTÁ ME SEGUINDO NO INSTAGRAM? BORA VOAR!

28,3k Seguidores
Seguir

Pensando em dançar um tango argentino? Agora já é possível pensar nisso, pois desde o dia 01/10/2021, a Argentina reabriu suas fronteiras para o turismo de forma gradativa. Vamos ver, então, quais são todos os requisitos para entrada de brasileiros na Argentina?

De acordo com as notícias da imprensa, a abertura das fronteiras será gradual. A partir de 01/10/2021, pessoas vacinadas dos países limítrofes, como é o caso do Brasil, Uruguai, Bolívia, Chile e Paraguai poderão entrar, porém há uma quantidade limite de pessoas. O limite já foi eliminado, já que o país alcançou a marca de 50% da população vacinada.

Já à partir do dia 01/11/2021, todos os estrangeiros poderão entrar no país, mediante o cumprimento dos requisitos exigidos pelo governo argentino.

É importante lembrar que O Viajante Solo apenas divulga as informações coletadas nos sites oficiais e lembra que você DEVE consultar os sites das representações consulares, assim como o site das companhias aéreas ANTES DA SUA VIAGEM! As regras e requisitos necessários para a entrada de brasileiros no Chile poderão sofrer alterações e nem sempre conseguirei manter o conteúdo atualizado a tempo da sua viagem.

Vou abordar nesse artigo apenas sobre as condições e documentos exigidos para a entrada de brasileiros na Argentina à título de turistas. Outros casos especiais ou exceções deverão ser checados nos sites das representações consulares da Argentina.

Leia também

Viajar Sozinha para Buenos Aires: dicas práticas para planejar sua viagem

Como ir de Ezeiza para o Centro

O que fazer em Buenos Aires com chuva

Onde se hospedar em Buenos Aires

Requisitos para Entrada Brasileiros na Argentina

Visto

Para a entrada de brasileiros na Argentina não há a necessidade de visto, sendo que o período máximo de permanência é de até 90 dias, prorrogável pelo mesmo período por meio de solicitação. 

A solicitação de prorrogação de visto deverá ser feita na Direção Nacional de Migração, das 8h00 às 14h00, edifício 4, setor de extensão, ou nas delegacias e escritórios de imigração no interior do país.

Planner Viajante Solo

Passaporte ou Documento de Identidade

Para a entrada na Argentina, brasileiros podem apresentar o passaporte ou a cédula de identidade expedida pelo seu estado.

Lembre-se que levar uma carteira de identidade antiga que não esteja em bom estado, pode te causar problemas na imigração. Apesar de não haver uma validade oficial, o ideal é que seu RG tenha sido feito nos últimos 10 anos e que sua foto esteja bem fiel a sua aparência atual.

Conforme o Acordo sobre Documentos de Viagem do Mercosul, caso a foto do seu documento gere dúvidas sobre a sua identidade, o agente migratório poderá solicitar outro documento oficial.

No caso de entrada com a Carteira de Identidade, você receberá um comprovante de ingresso no país que deverá ser apresentado as autoridades migratórias na saída. Caso você o perca estará sujeito ao pagamento de multa, a chamada Habilitación de Salida.

Passagens

Tenha em mãos uma cópia impressa da sua passagem de ida e volta, além dos detalhes da viagem: datas de ida e volta, horários, empresa de transporte, etc.

Comprovante de Recursos Financeiros

O turista deverá apresentar se solicitado pelo agente de imigração, documentos que comprovem meios financeiros suficientes para se manter durante toda a estadia no país.

Por exemplo: extrato do cartão de crédito pré-pago (VTM), comprovação dos limites dos cartões de crédito e extratos, informar a quantia em cash que você está levando, extratos conta corrente, etc.

Comprovante de Hospedagem

Apesar de não estar mencionado na relação de documentos exigidos para entrada de brasileiros na Argentina, recomendo levar uma comprovação do seu local de hospedagem. Você poderá usar a reserva de hotel ou uma carta convite.

Seguro Viagem

Exigida a contratação de um seguro viagem que cubra quaisquer despesas médicas, cuidados hospitalares causadas pela Covid-19, assim como despesas de repatriamento.

Viagem de Carro Próprio ou Alugado

Para quem ingresse na Argentina de carro próprio ou alugado, há a necessidade de portar o seguro Carta Verde, além de

  • Documento de identidade.
  • Carteira de habilitação.
  • Documento que ateste sua condição de turista, emitido por autoridade migratória.
  • No caso de veículo alugado, a autorização para Circulação no MERCOSUL (ACM), documento emitido pela locadora de veículos. A vigência da ACM não poderá ultrapassar os 90 dias contados a partir de sua data de emissão.
  • No caso de veículo próprio, documento oficial comprovando a propriedade do veículo.

Documento de Saída

Para a saída do país é necessário apresentar algum dos documentos abaixo:

  • Tarjeta de Entrada/Saida (TES)
  • Tarjeta Única Migratoria (TUM)
  • Selo de Ingresso estampado no passaporte
  • Documento de prorrogação de permanência no país autorizada pelo governo argentino.

Tenha atenção ao documento entregue a você na entrada, caso use o RG como documento de viagem, ele deverá ser apresentado na saída para comprovar a data de seu ingresso.

Se você exceder o prazo de permanência estipulado pela agente de imigração ou se não puder comprovar a data de seu ingresso poderá pagar uma multa. Leia mais sobre a multa habilitación de salida.

Importante: A autoridade migratória argentina controla a saída de menores residentes na Argentina, ainda que de nacionalidade estrangeira. A residência pode ser precária, temporária ou permanente, ou, ainda, mesmo no caso de menores que não tenham residência regular, mas que se encontrem em território argentino há um ano ou mais.

Informação completa sobre as regras de entrada e saída de menores na Argentina encontra-se disponível na página da Dirección Nacional de Migraciones.

Requisitos para Entrada de Brasileiros na Argentina em função da Covid

Atualização em 05/01/22

Pessoas Vacinadas

  • Preenchimento online da Declaração Jurada , dentro das 48hs antes da viagem. Este formulário será exigido pela companhia aérea e também no Controle Sanitário de Fronteira. Pessoas acima de 70 anos estão isentas de completar o formulário online.
  • Apresentação de exame de PCR negativo, realizado com pelo menos 72 horas de antecedência da sua viagem no seu local de origem. Crianças com menos de 6 anos estão isentas.

A pessoa que contraiu Covid-19 nos 90 dias precedentes a viagem não precisam apresentar o PCR para ingresso na Argentina. Devem apresentar as provas de diagnóstico para SARS-CoV-2, assim como apresentar o documento de alta médica após decorridos 10 dias do diagnóstico.

A ideia do Governo é que quando a Argentina atingir o percentual de 50% da população com com ciclo vacinal completo, o teste de antígeno na chegada (exceto para os não vacinados) e o PCR entre o 5 e 7 dia, sejam suspensos.

Sites Oficiais para Informações Atualizadas

Como informado no início desse artigo, é importante que você sempre verifique as informações atualizadas nos sites das embaixadas e consulados oficiais do destino para o qual você está viajando.

Abaixo alguns sites que podem te ajudar na atualização de informações.

Outros países com fronteiras abertas pra brasileiros

Salvo algumas exceções devidamente sinalizadas, todas as viagens e experiências do Viajante Solo são custeadas com recursos próprios da autora, Denise Tonin. Por isso, se você achou esse conteúdo útil para a sua viagem, poderá adquirir os produtos oferecidos, como o Planner de Viagem, o Guia Viajar Sozinha em Segurança ou a Mentoria para Viajar Sozinha. Ficarei muito feliz e grata pelo seu apoio!

Guia Viajar Sozinha em Segurança

Planner Viajante Solo

Planner Viajante Solo

Proibida a cópia parcial ou total deste conteúdo, pois o mesmo está protegido pela Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998