Visita à Madelustre em Garibaldi
Imagem Divulgação

Depois de passear de Tim Tim no Centro Histórico de Garibaldi na Serra Gaúcha, você pode fazer uma visita à Madelustre, uma vidraria artesanal que produz uma linha lindíssima de luminárias, com lustres, arandelas, abajures, luminárias de chão, com uma linha super completa de iluminação decorativa.

Mas não é só isso, ainda tem vasos e enfeites de mesa em uma infinidade de produtos. Fiquei encantada com a beleza das peças. E o mais legal de tudo: você pode visitar o chão de fábrica, entender como é o processo e até mesmo soprar o vidro!

A Madelustre iniciou suas atividades em 1984, trabalhando, primeiramente, com a madeira. Foi fundada pelos irmãos Furlanetto: Clóvis, Miguel e Rui, descendentes de italianos, assim como eu.

Somente em 2008, a Madelustre começou seu trabalho com o vidro, importando a tecnologia italiana e implantando a sua própria vidraria. Não só importou a tecnologia, como também vários mestres na produção de vidros de Murano, que puderam ensinar o processo de produção do vidro artesanal.

Como é a visita à Madelustre

A visita começa em uma salinha chamada de Memorial do Vidro, onde você conhecerá a história do vidro, poderá ver de perto as ferramentas antigas usadas na produção, assim como saber diversas curiosidades sobre a magia do vidro.

Leia também

Onde se hospedar em Garibaldi: Hotel Casacurta

Osteria della Colombina: culinária italiana afetiva

Maior taça de Espumante do Mundo

E que tal estar de frente com a maior taça de espumante do mundo? Isso de acordo com o Guiness Book de 2015. Ela tem a capacidade para 186 garrafas, pesa 33 kg e sua altura é de 2,19m.

Chão de Fábrica

No chão de fábrica é possível ver de perto a arte de soprar o vidro. Antes da pandemia até era possível você experimentar o sopro, mas agora esta atividade esta suspensa por tempo indeterminado.

Leia também

Casa DiPaolo, culinária típica italiana na Serra Gaúcha

Passeio de Tim Tim em Garibaldi

O lugar está preparado para receber visita com a marcação no chão. Se visitar no verão, não tem como não sentir o calor que vem diretamente dos fornos. É uma experiência muito interessante e espero que você tenha a oportunidade de visitar a Madelustre.

Showroom

Depois de aprender tudo sobre a produção do vidro é hora das comprinhas. O show room tem vários andares, uma diversidade enorme de produtos e está preparado com muito alcool gel e até a medição de temperatura na entrada. Falando nisso…

Visita à Madelustre durante a Covid-10

Fomos o primeiro grupo a visitar à Madelustre durante a pandemia de Covid-19, já que eles haviam interrompido as atividades.

Hoje o número de pessoas para a visita à Madelustre foi reduzido e somos recebidos do lado de fora para as primeiras explicações sobre a visita e instruções.

É obrigatório o uso de máscaras durante toda a visita, lembrando que os funcionários que trabalham no chão de fábrica estão sem máscara, já que precisam soprar o vidro.

Aliás, a possibilidade de soprar o vidro era uma das atividades oferecidas durante a visita, mas no momento, está suspensa por razões óbvias.

A área de produção mantém as suas portas abertas como forma de circulação de ar., o que ajuda em relação ao Covid e também ao calor.

Há álcool gel na entrada do Memorial do Vidro, assim como em todos os andares da loja. Então, achei a Madelustre bem preparada para receber os turistas e me senti basntante tranquila durante a visita.

Informações Práticas

Madelustre

Endereço: Rua Cristóvão Colombo, 190 – Bairro Santa Terezinha – Garibaldi/RS.

Horário Visitas: Seg à sáb, de 9h às 16:30. A entrada pra última visita acontece às 16h. Loja:

Horário Loja: Seg à sábado, de 9h às 17h.

Valor: não consegui checar a informação atualizada, mas em 2019 era cobrado R$ 20,00. Assim que eu receber a resposta, volto para atualizar.

Agendamento: (54) 3462-9524 / Whats (54) 99697-4638

E-mail: turismo@madelustre.com.br

Denise Tonin fez a visita à Madelustre durante a Press Trip Vindima 2019 e durante a Press Trip Safra das Safras 2020. A opinião é isenta e reflete a experiência pessoal da autora durante o passeio.