Espaco Shengen

Se você está pensando em viajar sozinha para a Europa, é fundamental saber o que é o Espaço Schengen e como ele influencia no planejamento da sua viagem. Vamos falar sobre o que é, quais países são membros, a Carta Schengen (seguro obrigatório) e tempo de permanência.

O que é Espaço Schengen e o Tratado de Schengen?

O Tratado de Schengen é um acordo que foi assinado por uma série de países europeus, em 1985, que possibilitou a abertura das fronteiras e a livre circulação de pessoas por este território. É por causa do Tratado de Schengen que turistas do mundo todo podem visitar e transitar por diversos países da Europa sem precisar passar pela imigração em cada fronteira.

Na prática, o Tratado de Schengen faz com que turistas brasileiros só apresentem o passaporte para análise alfandegária no momento de entrada e de saída do continente europeu. Desta forma, as nossas viagens se tornam mais práticas e menos burocráticas.

Em consequência disso, o Espaço Schengen é a área composta por todos os países que aderiram ao Tratado de Schengen. Confira a lista de países-membros a seguir.

Países-membros do Tratado de Schengen

Quando o Tratado de Schengen foi criado, na década de 80, apenas 5 países faziam parte do Espaço Schengen: França, Alemanha, Bélgica, Holanda e Luxemburgo. Desde então, outros 20 países passaram a integrar o acordo.

Atualmente, o Espaço Schengen possui 25 países membros:

Alemanha, Grécia, Noruega, Áustria, Hungria, Polônia, Bélgica, Holanda, Portugal, Dinamarca, Itália, República Tcheca, Eslovênia, Letônia, Suíça, Espanha, Malta, Estônia, Lituânia, Finlândia, Luxemburgo, França, Islândia, Suécia e Eslováquia.

No momento, Bulgária, Romênia, Liechtenstein e Chipre estão em fase de implementação para participar do Espaço Schengen. Já as regiões de Mônaco, Vaticano e San Marino não fazem parte do acordo, mas podem ser visitadas livremente devido aos seus acordos com países-membros. O Reino Unido e a Irlanda não fazem parte do Espaço Schengen.

Espaço Shengen, União Europeia e Zona do Euro: entenda o que significa cada um deles

Pode parecer um pouquinho confuso, mas entender as diferenças entre Tratado de Schengen, União Europeia e Zona do Euro, é fundamental para quem está planejando uma viagem para o Velho Continente. Apesar dessas nomenclaturas parecerem semelhantes, cada uma tem uma função e, por isso, vou explicar as diferenças básicas.

A União Europeia é um acordo econômico e político, que visa facilitar os negócios entre os países que participam dela. Já o Euro, é a moeda adotada pela maioria desses países que pertencem à União Europeia. Por sua vez, o Tratado de Schengen é um acordo de livre circulação de pessoas. Apesar de serem tratados internacionais, cada um tem um objetivo diferente.

O grande pulo do gato está em entender que nem todos os países europeus fazem parte dos três acordos. Existem países que pertencem à União Europeia, mas não fazem parte do Tratado de Schengen. Da mesma forma, há países que estão no Tratado de Schengen e não são membros da União Europeia. Ainda, existem países Schengen que não utilizam o Euro como moeda oficial. Agora ficou claro? Mais ou menos, né ?

Esses pequenos detalhes são importantes, pois influenciam no planejamento da viagem e também na moeda que você terá de usar.

Por exemplo, é possível entrar e sair da República Tcheca sem precisar passar por uma autoridade imigratória. Porém, este é um país que não faz parte da Zona do Euro, então você terá que trocar dinheiri ao chegar por lá. O mesmo acontece na Suíça, Suécia e Dinamarca.

Outro exemplo é a Croácia e a Irlanda, países que fazem parte da União Europeia, mas não são integrantes do Espaço Schengen. Logo, ao visitar essas regiões, você terá de apresentar o passaporte na imigração.

Carta Shengen

Apesar de oferecerem livre entrada e saída, existem algumas regras que devem ser obedecidas ao visitar um ou vários países do Espaço Schengen.

É obrigatório que turistas brasileiros tenham um seguro viagem internacional com cobertura no valor mínimo de € 30 mil euros, que cubra assistência médica em caso de acidente ou doença, bem como repatriação por motivos de saúde. Também é necessário que o seguro seja válido por todo o período em que você estiver em território Schengen.

Leia também >> Como emitir gratuitamente a Carta Schengen

Esse seguro viagem obrigatório também é conhecido como “Carta Schengen”. Antes de embarcar, imprima a sua apólice, caso exijam a comprovação na imigração.

Tempo de permanência no Espaço Shengen

O tempo de permanência no Espaço Shengen para brasileiros viajando a turismo no Espaço Schengen é de 90 dias. Ou seja, 3 meses.

Esses 90 dias são contados de forma corrida, enquanto você estiver na região. Se você sair do Espaço Schengen para visitar um país que não faz parte do acordo, os dias fora não irão somar ao tempo total de permanência.

Por exemplo: você está há 80 dias viajando por Portugal e Espanha e resolve dar um pulo no Marrocos e passa 10 dias por lá. Ao final desses 10 dias no Marrocos, você estará completando 90 dias de viagem, mas apenas 80 dias em território Schengen. Logo, você pode voltar para o Espaço Schengen e aproveitar os 10 dias que lhe restam para fechar 90 dias. Após esses 3 meses, você precisa sair da área, caso contrário, estará ilegal.

Ao completar o tempo permanência, você precisa esperar, no mínimo, outros 90 dias antes de retornar para um país do Tratado de Schengen.

Leia também >> Documentos exigidos para entrar na Europa

ETIAS, o novo requisito para brasileiros a partir de 2021

A partir de 2021, turistas brasileiros terão de apresentar um novo requisito para entrar em determinados países europeus: o ETIAS.

A sigla, em inglês, significa “Sistema Eletrônico para Autorização de Viagem” e busca combater a crise migratória e o terrorismo que vem ocorrendo pela Europa.

O ETIAS vai funcionar como uma espécie de visto pré-aprovado, fazendo com que o viajante solicite uma permissão para viajar através de um formulário online.

A princípio, não são todos os países do Tratado de Schengen que irão exigir um visto ETIAS.

Você pode conferir mais informações sobre o ETIAS no site: https://www.etiaseu.com.br/

Ficou com alguma dúvida sobre o Espaço Schengen? Pode deixar nos comentários que eu responderei em breve.

Passo a Passo para Viajar Sozinha

DEIXE UM COMENTÁRIO! VOU ADORAR!

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.