Viajar de Avião Durante a Pandemia

Viajar de avião durante a pandemia do Coronavírus nem passava pela minha cabeça. Já tinha me convencido, desde abril, que viajar – de qualquer jeito – somente aconteceria em 2021 e já com a vacina em distribuição.

Isso porque, além de não me sentir confortável em viajar a turismo desta forma (com máscara, litros de álcool gel e uma dose de paranoia), não é somente sobre a minha saúde. É sobre poder portar o vírus e levar para outras pessoas. Complicado isso, não?

Refiz rapidamente os meus planos para 2020 e a intenção era continuar organizando a minha vida para uma futura mudança para o sul e permanecer em isolamento social até que as coisas melhorassem. Só que a vida nos reserva algumas surpresas e nem sempre as mais agradáveis: minha mãe teve um AVC – leve e ela está bem – em Porto Alegre. E agora ?

Preciso viajar de avião durante a pandemia! Senti medo. Uma coisa natural para quem estava isolada fazia 5 meses, sem a menor pretensão de sair de casa!

Fui. Acabei voando três vezes, porque decidi me mudar e quero te contar como foi e quais cuidados você pode ter ao viajar de avião durante a pandemia.

Mostrei um pouco os aeroportos, voos e comentei sobre as viagens de avião no Instagram. Se quiser dar uma olhadinha, clique no link abaixo.

Instagram Novo Normal nas Viagens

Cuidados ao viajar de avião durante a pandemia

Como a minha primeira viagem de avião durante o Coronavírus foi de repente, não tive muito tempo de checar as orientações e segui a minha intuição. Veja como eu fiz:

Voo Direto

Escolhi um voo direto, a fim de diminuir meu tempo de exposição dentro do avião. Também nas áreas comuns do aeroporto. Consegui fazer isso no primeiro e terceiro voo que era do Rio pra Porto Alegre.

Já no trecho POA / RIO, por enquanto, não tem voo direto e tive que ir até Campinas para depois seguir para o Rio em uma conexão até que rápida.

Isso é compreensível, já que as companhias aéreas estão com a quantidade de voos reduzidos. Neste caso, a solução pras empresas é “recolher” os passageiros nas suas origens, levar até o HUB aéreo e depois distribuir os passageiros para seus destinos finais.

HUB é como se fosse um centro de distribuição das companhias aéreas. Cada uma tem o seu e, no caso da Azul, o hub é em Viracopos.

Poltrona na Janela

Escolhi o assento da janela para que não ficasse no corredor, por onde todos os passageiros e tripulação circulam. Além disso, cada vez que vão colocar a mala no compartimento superior as pessoas ficam coladinhas em você.

Escolher a poltrona da janela para estar longe da circulação de pessoa foi o que optei em fazer. O Uso de máscara durante todo o voo é obrigatório!

Assento Especial

Paguei a reserva do assento especial (Espaço Azul – R$ 50 – Ago 2020) no primeiro e último voo para garantir o lugar na janela, ter embarque prioritário, sentar nas primeiras fileiras e buscar uma onde não tivesse ninguém sentado. Ou que, pelo menos, não tivesse alguém na poltrona do meio.

No primeiro voo deu tudo certo. No último, mesmo tendo pago pelo assento especial e escolhido uma fileira que não havia ninguém na poltrona do meio, apareceu uma passageira na última hora. Meu olhinhos reviraram. ha ha ha

Por sorte sobrou um outro lugar no Espaço Azul e o passageiro que estava sentado no corredor da minha fileira – e estava usando o Face Shield, sinal que estava com medo – trocou de lugar. Eu, sem nenhuma cerimônia, pedi para a menina pular para a poltrona do corredor.

marcado a janela, havia uma pessoa na poltrona do meio. Desta forma, tive o embarque prioritário e desembarque mais cedo do que os outros passageiros.

Check In

Aqui não mudou muito. Dê preferência a fazer tudo online, assim não terá nenhum contato com o atendimento. Porém, se você tiver mala para despachar, não vai ter jeito. Mas, geralmente, há um acrílico no check in separando você do atendente da companhia aérea. Se possível, prefira viajar com mala de mão para pular esta etapa.

Máscaras

Levei várias! Opte por máscaras de boa qualidade.

Um pouco antes de embarcar, troquei a máscara que estava usando desde que saí de casa. Entrei no avião com a máscara zeradinha. Precisamos ter cuidado com isso, porque na medida em que vamos usando, a máscara vai ficando úmida perdendo a proteção. Então, a troca a cada 3 horas é importante.

Quando desembarquei, troquei a máscara novamente. Faça isso quando estiver fora do avião e em local com espaço. Não esqueça de colocar as máscaras usadas em um saquinho próprio.

Olha que legal essa necessaire para as máscaras. Você encontra nas farmácias Panvel.

Luvas

No primeiro voo, usei as luvas cirúrgicas até estar sentada no avião. Isso porque tive que usar carrinho, despachar mala, comprar água e a gente vai tocando em um monte de coisas sem nem se dar conta. Quando sentei no avião, depois de apertar o cinto, tirei a luva e coloquei no saquinho para descartar. Coloquei uma luva nova quando fui pegar a mala.

Pra ser sincera, acho que não é necessário. O mais importante de tudo é você não levar as mão ao rosto e estar sempre higienizando as mãos.

Higienize as mãos frequentemente.

Álcool 70%

O transporte é permitido tanto na bagagem de mão, quanto na bagagem despachada, mas deve obedecer aos limites estipulados. Não é permitido levar o álcool 70% em aerosol. Apreenderam o meu, infelizmente.

Veja o que a ANAC fala sobre o transporte de álcool

Voos domésticos – bagagem de mão e despachada – Máximo de 500ml ou 500g por embalagem e de 2 litros ou 2 quilos no total, por pessoa, incluindo todos os demais itens pessoais que sejam classificados como artigo perigoso.

Voos internacionais – bagagem de mão – frascos com capacidade de até 100ml cada. Frascos com volume superior a 100ml não podem ser transportados, mesmo se estiverem parcialmente cheios;

Voos internacionais – bagagem despachada – Máximo de 500ml ou 500g por embalagem e de 2 litros ou 2 quilos no total, por pessoa, incluindo todos os demais itens pessoais que sejam classificados como artigo perigoso.

Distração

Procure algo para se distrair durante o voo. Eu baixei alguns filmes no tablet e assim evitei usar a tela de TV do avião durante o voo. Pode levar um livro também ou palavras cruzadas.

Superfícies

Na função aeroporto, carrinho de bagagem, check in, despacho de mala e embarque, a gente acaba tocando em muitas superfícies. Lembre de higienizar as mãos.

Já dentro do avião, depois que se acomodar, evite, ao máximo, tocar em superfícies. Sempre que o fizer, álcool gel vai bem 😉

Toilet

Banheiro de avião já é uma tortura e desagradável sem pandemia. Durante uma é legal evitar, não ? Usei o banheiro em casa e quando cheguei em Porto Alegre fora do avião. Não estou dizendo pra você usar fraldas ou fazer xixi nas calças, mas se der pra evitar, por que não?

Bate Papo

Com o meu desconforto em voar com alguém ao meu lado, entrei muda e saí calada das aeronaves. ha ha ha Em um dos voos teve uma moça que estava louca pra bater um papo. Quando percebi, rapidinho coloquei os meus fones e fechei os olhos. kkkkk

Preferi passar por antipática do que ter partículas estranhas vindo na minha direção, enquanto falava amenidades com uma estranha! Me julgem! kkkkkk

Como se sentir mais segura para viajar de avião durante a pandemia?

Segura 100% é muito difícil de se sentir, já que sabemos que os riscos existem e que não há nenhuma possibilidade de ter o distanciamento social recomendado dentro de uma aeronave com todos os assentos ocupados. Mas podemos tomar algumas providências pra amenizar o sentimento.

Esteja atualizada sobre a pandemia

Os melhores locais para você se informar e se manter atualizada a respeito da pandemia do Covid são órgãos oficiais. Sugiro:

Verifique quais são os protocolos de higienização da companhia aérea

Quando escolhi a companhia aérea para o primeiro voo, fui checar todos os procedimentos que estavam sendo feitos e quais as orientações da companhia área.

Verifique quais os protocolos de higienização a companhia aérea está utilizando. Nem todas são iguais.

Isso me deixou mais tranquila. Coloquei abaixo o link para o site das principais companhias aéreas. Se a sua companhia aérea não está na lista, basta procurar no site da mesma que todas possuem informações online explicando seus protocolos sanitários e respondendo as dúvidas dos passageiros.

AzulGolLatam
AviancaAir FranceKLM
American AirlinesBritish AirwaysTAP
CopaDelta

Se você vai viajar de avião durante a pandemia, não esqueça de verificar antes da sua viagem o site oficial da companhia aérea, pois essas informações mudam regularmente de acordo com o avanço ou diminuição da pandemia.

Consulte um médico

Consultar um médico da sua confiança para um bate e papo é sempre interessante. Nesse caso, então, tenho certeza que vai te deixar menos paranoica. Ele poderá te explicar com verdade todos os riscos envolvidos. Queria ter feito isso, mas não tive a oportunidade, infelizmente.

O que observei nas 3 vezes em que voei

Os aeroportos não estão cheios, mas os voos estão lotados. Com a diminuição do número de voos oferecidos pelas companhias aéreas e com muitas pessoas precisando viajar de avião durante a pandemia, as poltronas do meio estão sendo preenchidas sim.

Dentro do avião não existe a menor possibilidade de haver o distanciamento recomendado. Então, sim, você estará correndo riscos ao voar por mais que exista a troca de ar e filtros super mega blaster poderosos nas aeronaves.

Na hora do embarque ou até mesmo nos corredores do aeroporto, muitas pessoas não respeitam os adesivos colados no chão e insistem em grudar em você. A única coisa que me ocorre é que elas vivem em outra dimensão. Pra que grudar em ouras pessoas? Me explica? ha ha Eu não me sinto nem um pouco constrangida em me afastar, quando isso acontece.

Os bancos nos aeroportos (pelo menos em Porto Alegre) estão marcados com um X, indicando quais poltronas não devem ser utilizadas para que haja o distanciamento necessário entre as pessoas.

Existe a marcação de distanciamento em todo o aeroporto: no check in, em alguns restaurantes nas áreas de alimentação, na inspeção de Raio X, na área das esteiras de malas, no embarque e até no finger, túnel que leva até a porta da aeronave.

Bueno, as três vezes em que tive que viajar de avião na pandemia foram tranquilas e terminaram bem. Ahh e tem mais uma coisa importante: sempre que cheguei das viagens, procurei me manter em quarentena para evitar qualquer problema.

Espero que a minha experiência contribua de alguma forma e, se você também viajou e quer acrescentar alguma dica, por favor, deixe nos comentários.