Isla Negra, a casa mágica de Pablo Neruda |Viajante Solo

Ir a Santiago e não visitar, ao menos uma, das três casas de Pablo Neruda é a mesma coisa que ir ao Rio e não visitar o Pão de Açúcar. Prêmio Nobel de Literatura em 1971, o poeta Pablo Neruda é figura muito falada e adorada em todo o Chile. Suas casas estão entre os destaques dos pontos turísticos de Santiago e a Casa Museo de Isla Negra, foi a que eu mais gostei, sem dúvida!

Isla Negra fica distante mais ou menos 120Km de Santiago, o que equivale a mais ou menos 2 hs de viagem. Está localizada na comuna de El Quisco, na província de San Antonio e, ao contrário do nome, Isla Negra não é uma ilha, é apenas uma localidade a beira do Oceano Pacífico. Este local se chamava originalmente Las Gaviotas (As Gaivotas) e foi Neruda que o rebatizou de Isla Negra, por conta da cor das rochas.

Praia de Isla Negra | Viajante Solo

Logo que chegamos, nos deparamos com um grupo de uma escola inciando a visita. Tivemos que esperar por volta de uns 40 minutos. Agora não é mais necessário reservar a sua visita, então, procure chegar cedo e considere que sempre haverá uma espera de, pelo menos, 30 minutos antes de iniciar a visita.

Mas não há problema, você pode dar umas voltinhas, pois há bastante coisas para fazer nestes 30 minutos: tem um restaurante / bar pequeno, super charmoso e com uma vista linda para o mar; tem uma sala de espera onde você pode tirar fotos com o quadro do Neruda, tem a lojinha recheada de lembrancinhas e ainda a praia.

Isla Negra Colagem | Viajante Solo

Resolvemos caminhar até a praia que é pequenininha e muito charmosa com rochas negras e muitas, muitas algas espalhadas.

Praia Isla Negra Colagem | Viajante Solo

Em meio as rochas, uma homenagem ao poeta: seu rosto foi esculpido nas pedras, como um moai e está voltado para a imensidão do oceano Pacífico.

Isla Negra Moai Pablo Neruda | Viajante Solo

Aproveite este passeio na praia para fazer belas fotos, inclusive da casa Isla Negra. Confira nosso vídeo!

Isla Negra Casa Vista da Praia | Viajante Solo

No caminho de volta, além de se deparar com a famosa placa dizendo Via de evacuação de Tsunami, há lindas flores nos jardins vizinhos.

Isla Negra Flores | Viajante Solo

Quando chegamos da praia já era hora de iniciarmos a nossa visita. Antes disso, pegamos os nosso audioguias – já inclusos no ticket – que explica a história de cada cômodo da casa. Há disponível também em português, já que nos últimos anos, os brasileiros tem sido os principais turistas no Chile. Uma moça passa as instruções a respeito da visita como, por exemplo, não ser permitidas fotos no interior da casa. Uma pena! Mas nas área externas você ainda tem várias possibilidades super interessantes.

Isla Negra Entrada da Casa | Viajante Solo

A casa de Isla Negra foi adquirida em 1938 e, a partir daí, Neruda iniciou diversas reformas para que ela ficasse ao seu gosto. Foi nesta casa que parte de suas obras foram escritas, entre elas, Canto General, um dos sucessos e décimo livro de poemas, lançado, primeiramente, no México em 1950.

Dentre muitos objetos inusitados, as coleções mais importantes do poeta são as relacionadas ao mar: barquinhos dentro de garrafas, dentes de cachalote, peças de navios usadas como mobiliário e decoração e as máscaras – enormes – usadas em proas de navios.

A peça que me deixou de boca aberta foi o quarto de Pablo. Aquela vista é simplesmente deslumbrante e a poesia está no ar. Você verá!

Na última sala da visita você poderá conferir a coleção de conchas do mundo inteiro. Uma mais linda e diferente que a outra. São belíssimas!

Garrafas coloridas e em formatos super diferentes, conchas, sapatos, pipas, mostravam o espírito colecionador do poeta. Um corredor inteiro decorado com máscaras africanas de todos os tipos, presentes de amigos e adquiridas nas andanças do poeta pelo mundo.

 

Isla Negra Coleção Garrafas | Viajante Solo

Nos jardins, lindos recantos floridos com uma vista deslumbrante. Magia pura! Andando por eles vai encontrar vários objetos, desde barcos, âncoras e muitos detalhes revelando a paixão do poeta pelo mar e por colecionar objetos.

Isla Negra Recando nos Jardins | Viajante Solo

Isla Negra Jardim | Viajante Solo

É também na área externa da casa que foram enterrados Pablo Neruda e Matilde Urrutia, sua esposa. Em seu poema “Disposiciones”, de Canto General, Neruda havia expressado a sua vontade:

“Compañeros, enterrame en Isla Negra, frente al mar que conozco, a cada área rugosa de piedras y de olas que mis ojos perdidos no volverán a ver…”

Isla Negra Sepultura Pablo Neruda | Viajante Solo

A casa é realmente mágica com recantos e peças tão interessantes, que seriam necessárias horas para ver tudo nos mínimos detalhes. vale super a pena e acnselho você a reservar um dia para fazer este passeio, seja por conta própria ou com as empresas de tours.

A visita foi feita com a empresa SKTChile | Ski Total, combinada com uma visita a Viña Undurraga e uma paradinha em Pomaire, um vilarejo onde você encontra artesanato em argila.

Serviço

Casa Museu Isla Negra – fundacionneruda.org
  • Endereço: Poeta Neruda, s/n, Isla Negra, El Quisco
  • Telefone: 56-35-461284 Reservas: 56-35-461284
  • Horários: Mar a Dez: terça a domingo de 10h às 18h | Jan e Fev: terça a domingo de 10h às 19:00 Segundas está fechada
  • Não é necessário reservar. Entrada por ordem de chegada.
  • Valores: Adultos: $7.000 | Estudantes: $2.500 (Abril 2017)

Antes da sua visita, não esqueça de acessar o site da Fundação Neruda para checar as atualizações de preços e horários.

Viajante Solo Siga no Instagram

12 COMENTÁRIOS

  1. Visitei Isla Negra, adorei a casa de Neruda , detalhe por detalhe….
    Sabe o que eu queria? Era ser amiga deles na época… estar nos jantares, nas festas, nos wiskys curtindo toda aquela vida de bom vivant, romântico, gourmet, somalier, apaixonado pelas mulheres… nossa tudo de bom!!!
    Com uma única restrição…..a política … afinal , ninguém é perfeito,né?

    • Virginia, tudo bem ? Boa, eu também adoraria ter vivido naquela época e ter sido amiga deles. Já pensou que demais? hahaha A casa de Santiago tbm era demais 🙂 Obrigada pela visita! um beijo

  2. Já fui bastante ao RJ, mas nunca visitei o Pão de Açúcar, no entanto, conheci as três casas do Neruda ano passado. Acabamos deixando a de Isla Negra por último, e foi como encerrar com chave de ouro… é a mais impressionante das três e a em que mais deu vontade de morar 🙂

    • Kaio, precisamos resolver essa questão do Pão de Açúcar! Hahahah Tambem fiquei com vontade de morar lá. Já pensou como seria ficar escrevendo olhando aquele mar? ahhhhhh beijos

  3. Ahhh, o Chile… só vejo as pessoas falando bem de lá, morro de vontade de conhecer! Já me apaixonei por essa Isla Negra, e agora?? Obrigada pelas dicas!

  4. Eu ameiiii Isla Negra e também o quarto do Neruda. As histórias da vida dele na casa também são hilárias, baita bebum festeiro, kkk… Nunca vou esquecer que as garrafas coloridas são para deixar a bebida mais gostosa, kkk… coisa de poeta! Super astral a visita, adorei revivê-la! bjs

DEIXE UM COMENTÁRIO! VOU ADORAR!

Please enter your comment!
Please enter your name here