Visita ao Museu do Seringal | Viajante Solo

O Museu do Seringal é um dos programinhas clássicos para quem está em Manaus, pois você pode fazer tranquilamente um bate e volta, a partir da Marina do Davi. A duração do trajeto é de mais ou menos 25 minutos. Eu fiz a visita durante o Cruzeiro pelo Rio Negro no navio hotel Iberostar Grand Amazon.

O Museu fica na região do Tarumãzinho e foi inaugurado em 2002. É uma iniciativa do Governo do Estado do Amazonas e mostra a era de ouro do ciclo da borracha. Ele foi criado originalmente para servir de set de gravações do filme A Selva, dirigido por Leonel Vieira, que fala sobre a economia e a sociedade no início do século XX.

Museu do Seringal Chegada | Viajante Solo

Nesta visita você vai compreender como era o modo de vida do homem do Seringal durante o Ciclo de Ouro da Borracha, passando por vários ambientes. Não esqueça de levar o repelente e passar protetor solar!

Começamos pelo Barracão de Aviamento, onde encontramos até mesmo um livro original onde eram anotados as retiradas dos seringueiros. Eles tinham que produzir 50 kg de borracha por semana para poder trocar por alimentos e materiais de trabalho. Nem sempre eles conseguiam atingir a meta e acabavam endividados.

Museu do Seringal Barracão de Armazenamento | Viajante Solo

Museu do Seringal Máquina Registradora | Viajante SoloPassamos pela Casa do Barão onde encontramos objetos da época que eram trazidos da Europa para o meio da floresta. Imagina isso? As roupas eram mandadas pra lavar na Europa! Um luxo só! E um contraste tremendo entre a vida dos serigueiros e a dos barões da borracha.

Museu do Seringal Casa do Barão | Viajante Solo

A casa de banho destinadas as mulheres da família do barão tinha vista para o rio e teve uma cena muito comentada do filme A Selva, com a atriz Maitê Proença. Não vi, mas é sempre mencionada pelos guias. Hummmm curiosa

Museu do Seringal Casa de Banho | Viajante Solo

Junto as seringueiras, aprendemos como é o processo de extração do látex (leite da seringueira). O seringueiro sangra a árvore e coloca uma coité (cuia) para recolher o líquido.

Museu do Seringal Extração da Borracha | Viajante Solo

Depois o látex é levado até o Tapiri de defumação e colocado em um tacho. É aquecido no fogo até ficar endurecido e se transformar nas pelas (bolas de borracha), que podem chegar a 40 kg. Pegamos algumas e vou te contar que esse trabalho não tinha nada de fácil!

Museu do Seringal Tapiri de defumação | Viajante Solo

Depois desse processo, o seringueiro podia vender suas pelas ao Barão – que depois vendia ao mercado – ou podia trocar por alimentos, ferramentas, etc.

A visita não termina por aí não. Ainda fomos a Capela Nossa Senhora da Conceição, o Cemitério Cenográfico, a Casa do seringueiro, Estrebaria e Barracão. Mas não vou mostrar tudo, pois o post vai ficar enorme. E o mais importante é que a visita ao Museu do Seringal é super interessante, se você tem interesse em conhecer um pouco da história do Ciclo da Borracha, que fez de Manaus e região uma cidade extremamente próspera, tendo construído o Teatro Amazonas, que considero o mais lindo do Brasil!

Acesse todos os posts sobre a Amazônia

O Viajante Solo fez este passeio à convite do Iberostar Grand Amazon, porém o texto é isento e reflete a minha experiência real e pessoal durante os dias do Cruzeiro.

Serviço

Iberostar Grand Amazon Logo

Iberostar Grand Amazon

Saída: segundas às 18h, do Porto de Manaus. Check in a partir de 15h.
Chegada: sextas, às 8h no Porto de Manaus.
Valores: a partir de R$1.118,00 por pessoa/noite. Preços Jun 2016, com impostos inclusos. Consultar o site oficial, pois os preços variam de acordo com o tipo de cabine.
All Inclusive: todas as refeições inclusas com bebidas alcóolicas, passeios e atividades de entretenimento.
Crianças: a partir de 8 anos
Reservas: no site oficial

Compartilhar
Artigo anteriorOnde se hospedar em Curitiba: Quality Hotel
Próximo artigoMitos sobre viajar sozinha

Cariúcha da gema, amante de um bom livro e de dias chuvosos. Descobriu faz um tempão que viajar sozinha é uma experiência incrível e que muda toda a perspectiva da vida! Agora, se denomina viajante solo por paixão e opção! Idealizadora da Solo Travel Week e do Programa Viajante Solo, seu objetivo é incentivar cada vez mais mulheres a viajarem sozinhas.

DEIXE UM COMENTÁRIO! VOU ADORAR!

Please enter your comment!
Please enter your name here