Visita as Cataratas do Iguazu, Misiones, Argentina

Existem muitas controvérsias a respeito das belezas das Cataratas do Iguazu, situadas na província de Misiones, na Argentina, quando comparadas as Cataratas do Iguaçú, que ficam no território brasileiro. Há quem ache que na Argentina é mais bonito, mas menos organizado; e há os patriotas de carteirinha, que dizem ser muito mais belo o lado brasileiro. O que acho? Que você PRECISA visitar os dois lados, pois terá visões completamente diferentes e de uma beleza indescritível.

Falando brevemente sobre a história do lugar… em 1542, o espanhol Álvar Núñez Cabeza de Vaca chegou as Cataratas e as batizou como Saltos de Santa Maria. Em 1608 foi a vez dos jesuítas chegarem e se instalarem junto aos indígenas, que à época cultivavam tabaco e erva-mate. 159 anos depois os jesuítas foram expulsos da região pela coroa espanhola e, no final do século XIX, começam a chegar os primeiros turistas.

Em 1902, o governo argentino encarrega Carlos Thays de fazer um detalhamento da região e em 1934 acontece a criação do Parque Nacional Iguazú, declarado Patrimônio da Humanidade em 1984 e em 2011 considerado uma das Maravilhas Naturais do Mundo.

Leia também: Viajar Sozinha para Foz do Iguaçu

Como chegar

Transporte Privado e Imigração

Na minha opinião, é o melhor meio de chegar as Cataratas do Iguazu para não perder muito tempo com trocas de transporte e ainda a parada na imigração. Isso pode roubar umas duas horas do seu dia.

Usei novamente a agência Combo Iguassu (R$ 60,00 por pessoa – Preço Junho 2017), comprado na recepção do hotel Taroba. Fizemos até uma parada em uma casa de câmbio para que as pessoas que não haviam trocado reais por pesos, não tivessem problemas na hora de comprar o ingresso no Parque, que só aceita a moeda argentina.

Na imigração não há necessidade de você descer do carro. O motorista recolhe todos os documentos e leva até um guichê especial para o procedimento de entrada na Argentina e isso não leva nem 10 minutos.

O transporte te deixa na porta do Parque e te busca no horário marcado. Achei bastante confortável e pontual e valeu o investimento, pois a gente acaba o passeio morta com farofa, querendo chegar logo no hotel.

Táxi

Também é possível negociar um táxi para te levar até as Cataratas – sempre tem vários em frente aos hotéis e também próximos ao TTU) e para a volta poderá tentar negociar um táxi que esteja parado em frente ao Parque Iguazu. Mas estando sozinha, já fica mais caro ou quase o valor do transfer privado, além de ter que contar com negociações e improviso, que não fazem parte do meu estilo de viajar. Daí cabe a você a melhor opção.

Ônibus e Imigração

Se você quer economizar, também é possível ir com o trasporte público. Para chegar as Cataratas do Iguazu você precisará pegar um ônibus em Foz com destino a rodoviária de Puerto Iguazu e de lá outro bus até as Cataratas do Iguazu.

Este ônibus você pega no TTU (Terminal de Transporte Urbano), que fica na Av. JK, 1385, Centro de Foz. O ponto de ônibus das Linhas Internacionais fica do lado de fora do Terminal, se não me engano, na Rua Mem de Sá.

As empresas que fazem o trajeto, de acordo com a Prefeitura de Foz são: Celeste, Viação Itaipú e a 3 Fonteiras, atualmente chamada de Rio Uruguay.

Baixe aqui os horários de bus Foz – Puerto – Foz

Chegando na rodoviária procure pela empresa Rio Uruguay que disponibiliza ônibus com destino as Cataratas desde às 7 da manhã e a cada 20 minutos. A passagem custa $90 por trecho (Pesos Argentinos – Junho 2017) e a distância até o parque é de 17 km. A última saída para o Parque é às 14.

Ônibus Rio Urugay na Imigração
Passageiros embarcando com destino as Cataratas Iguazu após liberação na imigração
Horários Ônibus Cataratas Iguazu para Puerto Iguazu
Horários de Junho de 2017

Você vai ter que descer na Imigração, entregar a documentação e aguardar ser liberado. O ônibus em que você foi não te espera. Então, depois que estiver pronto pegará o próximo ônibus e talvez tenha que aguardar um pouquinho. Isso foi o que me desanimou em ir de bus. Na ida ainda estamos com gás, mas na volta o procedimento será o mesmo e você estará bem cansada.

Para retornar, você pega o ônibus sentido Puerto Iguazu, logo a direita de quem sai do Parque. Há uma bilheteria e as placas com os horários.

Estive lá em Junho de 2017 e na placa consta como último ônibus para Puerto, o horário de 20h15, mas li outros relatos que dizem ser às 19h. Por via das dúvidas, prepare-se para sair do parque antes das 19hs ou só conseguirá sair de lá de táxi, que não deve ser muito barato.

Lei também:

Visita as Cataratas do Iguaçú, Brasil

Passeio de barco Macuco Safari

Ingressos

Você pode comprar seu ingresso para acesso as Cataratas do Iguazu diretamente no Parque. É necessário que você leve pesos argentinos e pague em dinheiro. Eles não aceitam cartão.

Cataratas do Iguazu Ingressos Viajante Solo

Caso você decida visitar as Cataratas em dois dias consecutivos,  há um desconto de 50% no valor do segundo ingresso. Vá até a bilheteria na saída do primeiro dia, apresente seu ticket e revalide o ingresso para o dia seguinte, pagando metade.

Você pode trocar a moeda no Centro de Foz do Iguaçú, na Avenida Brasil. Há várias casas de câmbio por lá com a mesma cotação. Troquei em frente ao hotel Bogari, na Access Câmbio.

O valor do ingresso para residentes do Mercosul é de $400 (Pesos Argentinos – Março 2018) e você deverá apresentar o passaporte para obter o preço diferenciado.

Taxa de Turismo (paga na volta)

Quando estiver voltando do Parque há um ponto de parada na Ruta 12, onde uma taxa de turismo é cobrada dos visitantes. Ela custa 25 pesos argentinos e pode ser paga em reais também. Se você tem intenção de voltar a Puerto Iguazu outro dia, guarde-a e apresente, caso seja cobrada.

Cataratas Iguazu Taxa Turismo

Quanto levar em pesos argentinos

  • 400 pesos para entrada no Parque
  • 150 pesos para lanche (mas poderá pagar em reais ou dólares também)
  • 25 pesos para a Taxa de Turismo (também pode ser paga em reais)
  • 180 pesos para ônibus Puerto Iguazu – Cataratas – Puerto Iguazu
  • 120 pesos (fotógrafo na Garganta do Diabo)

Total: $875 pesos argentinos – podendo ser mais, caso queira fazer compras no parque e uma quantia extra como reserva.

A Visita as Cataratas do Iguazu

Amanheceu um dia nublado e uma friaca inimaginável para mim. Mesmo assim eu estava muito animada e lá fui eu, serelepe e agasalhada para 4 graus, no estilo cebolão (várias camadas).

O parque tem uma ótima infraestrutura, inclusive adaptado para cadeirantes. Eles tem cadeiras gratuitas na Estação Cataratas e na Estação Garganta do Diabo (limitadas e entregues por ordem de chegada), que se adaptam ao tamanho das passarelas.

Cataratas do Iguazu Argentina QuedasPara conhecer melhor o parque, a história, fauna e flora é possível contratar guias na entrada do parque. Eu optei em fazer sem, porque o parque é muito bem sinalizado e queria fazer o passeio soltinha e no meu ritmo.

Há vários locais espalhados para alimentação, além de loja e guarda volumes. Eu gastei 101 pesos para duas empanadas e uma Coca. Nas lanchonetes eles aceitam dólares, euros e reais.

Ao invés de um ônibus, como acontece nas Cataratas do lado brasileiro, você vai se deslocar dentro do parque com o Tren de la Selva (incluso no ingresso).

Cataratas Iguazu Mapa do Parque Viajante Solo
Azul – Circuito Inferior, Verde – Sendero , Vermelho – Circuito Superior, Laranja – Garganta do Diabo, Amarelo – Ilha San Martin

Garganta do Diabo

Eu comecei o passeio indo direto para a Garganta do Diabo percorrendo a trilha de mais de 1 km, que até engarrafamento tinha em alguns trechos. Reserve umas 2 horas para ir e voltar calmamente. Há sempre muita gente!

Para chegar até o mirante você caminha pela passarela sobre o Rio e ao se aproximar do mirante, pode colocar a sua capinha de chuva, viu? Molha e muito.

Cataratas do Igazu Passarela Garganta do Diabo

Ao chegar no mirante mil sentimentos, difíceis de descrever, vieram aos borbotões… Majestosa. Impressionante. Grandiosa. Poderosa. Deslumbrante. Aterrorizante. Que força descomunal tem a natureza!

Cataratas do Iguazu Argentina Garganta do Diabo Viajante Solo

Eu estava tão descompensada que foi quase impossível me coordenar para tirar fotos com tanta beleza! Eu nem me atrevi a tirar a câmera nova comprada no Paraguai de tanta água que subia em forma de nevoeiro. O visor molhava, o vento levantava a capa, tinha mil pessoas ao meu redor e estava difícil de chegar na grade. E pra completar, o melhor lugar para as fotos é onde está demarcado um espaço para os fotógrafos profissionais do parque.

Esqueci as fotos e apenas admirei o espetáculo de água a minha frente! Lembrei de Niagara Falls, no Canadá, que visitei em 2013. Linda também, mas, desculpem, longe de ter essa imponência.

Acabei me rendendo e entrei na fila para ter uma suposta foto decente e paguei 120 pesos. Não gostei do resultado, mas ela está infinitamente melhor que as fotos que tentei fazer com meu pau de selfie e que foram deletadas sem dó nem piedade!

Catarata do Iguazu Garanta do Diabo Denise Tonin
A elegância aqui passou longe: modelito cebolão + capa de chuva. Mas olha como eu estava feliz!

Caso opte em tirar uma foto com os “profissas”, guarde bem a cara e, de preferência, o nome do seu fotógrafo. Você paga antes de bater a foto e ele só vai te entregar depois que revelar. E é ele quem te acha pelo parque. Fiquei desconfiada, mas ele tava lá direitinho no meio do caminho me esperando.

Circuito Superior

No Circuito Superior foi onde demorei quase todo o meu passeio. Sentei, admirei, fotografei, caminhei devagar para absorver toda a energia do verde e a força impressionante da água. O passeio foi sensacional!

Cataratas do Iguazu Argentina Denise Tonin Viajante Solo

São 1700 metros de passarelas planas, passando por diversos mirantes com vistas incríveis. Como já mencionei no post das Cataratas do Iguaçu, no lado brasileiro, não tem muito o que dizer e sim viver essa experiência tão única!

Cataratas do Iguazu Argentina Viajante Solo a Cataratas do Iguazu Argentina Viajante Solo b

Cataratas do Iguazu Argentina Denise Tonin Viajante Solo b

Circuito Inferior

Apesar de ter me sobrado tempo, eu acabei não fazendo o Circuito Inferior que fica a 300m da Estação Cataratas, pois eu gastaria mais 90 minutos para percorrer os 1300 metros da trilha. Não tinha esse tempo todo até o transporte chegar, e subir e descer escadas correndo, depois de já ter caminhado horrores não dava pra mim. Dizem que é lindíssimo e ficou a certeza de voltar as Cataratas do Iguazu para fazer o que não deu tempo.

Cataratas Iguazu Circuito Inferior Foto Para Viagem
Foto Gentilmente cedida por Rafael Miranda do blog Para Viagem

Leia também no Para Viagem: Roteiro Completo em Foz do Iguaçu

O que eu faria diferente

A primeira coisa é que, pra quem gosta de caminhar com calma, curtir a natureza e ainda quer fotografar, o ideal é ir visitar as Cataratas do Iguazu em dois dias consecutivos aproveitando o desconto de 50% no ingresso. O Parque é enorme – 67 mil hectares – e tem muitas coisas para ver. Acabei fazendo só o Circuito Superior e a Garganta do Diabo, o que me dá motivo mais do que suficiente para voltar em outra ocasião.

Em relação ao roteiro, eu não começaria pela Garganta do Diabo como fiz, pois fiquei molhada e estava frio. Então, eu faria da seguinte forma:

  • Dia 1 – Circuito Superior, Isla San Martin e Garganta do Diabo
  • Dia 2 – Circuito Inferior + Gran Aventura (igual ao Macuco Safari) e que custava em Junho de 2017, $800 pesos argentinos.

Veja aqui todas as atrações do Parque Cataratas do Iguazu e também outras atividades que não estão inclusas no valor do ingresso

O que não pode faltar no passeio

  • Capa de chuva e capa para celular
  • Repelente (não usei porque estava frio pra caramba e estava toda coberta)
  • Água
  • Protetor solar
  • Roupas e calçado confortáveis para caminhar muito
  • Pau de Selfie (quando fui estava permitido)
  • Câmera fotográfica

Informações Práticas

Site Oficial: Iguazu Argentina – informacion@iguazuargentina.com
Horários: todos os dias de 8h às 18h (todos os dias do ano). Última entrada às 16:30.
Entrada: Adultos Residentes Mercosul $400 (Pesos Argentinos – Março 2018); Crianças  Residentes Mercosul (de 6 a 12 anos): $100 (Pesos Argentinos – Março 2018). Pagamento em dinheiro e em pesos argentinos.
Estacionamento: $100 (Pesos Argentinos – Março 2018).

Não esqueça de verificar a atualização de preços no site oficial antes da sua viagem.

Está com viagem marcada?

Economize e viaje tranquila! Parceiros Testados & Aprovados

Hospedagem 

Encontre a melhor hospedagem para sua viagem solo com os melhores preços e possibilidade de cancelamento grátis! Mais de 1 milhão de propriedades, em 227 países. 

Encontre o hotel ideal!

Seguro Viagem

Faça seu orçamento sem compromisso e encontre a melhor seguradora e o plano ideal para a sua viagem solo. Use o cupom VIAJANTESOLO05 e ganhe desconto.

Encontre o melhor plano!

Internet 4G

Não perca tempo durante a sua viagem! Receba seu chip em casa e já saia com  ele ativado! Cobertura em mais de 140 países.

Escolha seu plano agora!

As empresas listadas acima são parceiras do Viajante Solo e a cada reserva feita por você com esses links, ganho uma pequena comissão. Você não pagará mais por isso! Reserve pelo meu link e ajude o blog a trazer mais e mais novidades. Obrigada pela preferência!

DEIXE UM COMENTÁRIO! VOU ADORAR!

Please enter your comment!
Please enter your name here