Sozinha na Bolívia1

Sozinha na Bolivia Thaís Silva PintoVamos falar um pouquinho sobre a Bolívia ? Quem nos conta a experiência de viajar Sozinha na Bolívia é a Thaís, 29 anos, que nasceu e mora em Sampa e é Engenheira Florestal.

Quem quiser, pode deixar as suas dúvidas nos comentários ou enviar uma mensagem diretamente para a Thaís que tão gentilmente se propôs a responder 🙂

E-Mail | Facebook

Qual o motivo que te levou a fazer esta viagem sozinha?

Já tinha viajado para o Peru sozinha em 2013, quando estava fazendo um estágio da faculdade no Acre. Mesmo com receio de ir sozinha, enfrentei o medo, pois estava do ladinho! Na viagem só conheci o Peru e ficou o gostinho de conhecer o país vizinho, a Bolívia.

Na época não trabalhava, mas prometi que iria pra Bolívia nas minhas primeiras férias do trabalho! (Que eu consegui logo depois). Depois de viajar pro Peru, perdi o medo de viajar sozinha e percebi o quanto é bom! rs Pra Bolívia quis ir sozinha já.

Como você organizou a sua viagem?

Organizei tudo sozinha e com o auxilio dos inúmeros relatos de viagem para a Bolívia que eu li, mas o que mais me ajudou foi de uma mochileira que fez o mesmo trajeto que eu. Acabamos nos tornando amigas e até viajamos juntas já!

Como foi seu roteiro? 

Fui pra Bolívia em agosto de 2015 e entrei no país pela fronteira com Corumbá / MS. Entrar pela fronteira – assim como fiz na viagem ao Peru – e viajar pelo trem da morte eram as prioridades da viagem.

Fui até Campo Grande de avião, de lá de ônibus pra Corumbá e atravessei a fronteira em Puerto Quijarro para pegar o famoso Trem da morte (que de morte não tem nada rs). Quando estava esperando o trem conheci uma moça da Lituânia e fomos juntas até o Salar de Uyuni. O trem da morte ia até Santa Cruz de la Sierra e de lá fomos de ônibus para Uyuni, o que foi uma péssima ideia, pois as estradas da Bolívia são bem ruins. Do tipo, serem feitas de pedras :O!

Em Uyuni fiz o passeio de 3 dias pelo deserto de sal ou simplesmente Salar de Uyuni. Tive sorte, pois meu grupo foi muito bacana, cada um de um país e nos demos muito bem! Nos falamos até hoje.

De Uyuni fui de ônibus para La Paz e, no caminho, vi neve caindo pela primeira vez na minha vida! Foi muito emocionante e fiquei sem palavras, eu cheguei a chorar de emoção. Foi incrível!

Sozinha na Bolívia 6De La Paz fui direto pra Copacabana conhecer o Lago Titicaca e a Isla del Sol, outro lugar incrível. Apesar de ter pego um dia muito chuvoso, em que eu desejei muito ter uma companhia, a experiência de estar lá foi indescritível. Me senti muito abençoada. Fiquei por três dias.

Voltei pra La Paz com a sensação de viagem quase cumprida. Senti a altitude no primeiro dia de passeio, mas depois fiquei mais tranquila. No hostel fiz várias amizades e não ficava sozinha nunca. Foi ótimo.

Lá fiz a descida de bike pela Estrada da Morte (Death Road) QUE FOI ALGO INCRÍVEL! É uma adrenalina que nunca tinha tido na minha vida e recomendo demais essa experiência para todo mundo que for pra lá. Só peço que sobrevivam! rs

seguro_viagem_geral_728x90Fiquei 3 dias em La Paz e depois fiz o trajeto até Campo Grande/MS de ônibus, foi bem cansativo, mas com isso economizei bastante e pude vivenciar mais momentos neste país que de tão excêntrico, te conquista. Saudades da simplicidade dos bolivianos.

Minha viagem durou uns 15 dias e, contando as passagens aéreas e rodoviárias e presentes, custou cerca de R$ 2.300,00 (2015). Na época, a cotação estava R$1,00 = 2 bol.

SOLO TRAVEL WEEK 

Uma semana repleta de conteúdos sobre viajar sozinha, planejamento de viagem, destinos e muito mais. Conteúdos online & gratuitos com Denise Tonin & Convidados.

Deixe seu e-mail e seja avisada em primeira mão da próxima edição.

Hidden Content

O que você mais gostou de fazer?

Indico conhecer o Salar de Uyuni, que é incrível e muito diferente do que vemos aqui no Brasil.

Sozinha na Bolívia 2Conhecer o Lago Titicaca, que é o maior lago da América do Sul, em volume de água; e também considerado o maior lago navegável do mundo.

Sozinha na Bolívia4Fazer a descida de bike pela Estrada da Morte em La Paz. É só agendar em alguma agência ou hostel, como foi o meu caso.

Sozinha na Bolívia Bike

A comida na Bolívia não é das melhores gastronomias do mundo, eles comem muito frango frito, assado e cozido. O que indico mesmo são as EMPANADAS! Que são deliciosas e valem muito a pena! Vendem em quase toda esquina no país.

Sozinha na Bolívia Empanadas
Imagem: Pixabay

Onde você se hospedou?

Durante a viagem dormi muito nas viagens de ônibus e em pequenos hotéis pelas cidades. O que posso indicar é o hostel Wild Rover, em La Paz. É bem agitado, tem muitas atividades, passeios, gente divertida e é onde a festa acontece! Lá só fica sozinha quem quer mesmo. 

O que você achou do destino em termos de segurança? 

Apesar de todos me dizerem o contrário, me senti muito segura em todos os lugares em que estive. Sempre digo que todo paulistano consegue se virar bem nessas situações… Só digo pra sempre tomar cuidado com as suas coisas pessoais e bagagens. Tomar cuidado ao aceitar algo para beber, comer, etc. e cuidar da bagagem sempre.

Na Bolívia, nas viagens de ônibus, nunca despachava a bagagem. Sempre a deixava comigo e estava sempre atenta!

Se uma amiga tivesse apenas algumas horas nesse destino, qual passeio você indicaria?

Em La Paz, faça a descida de bike pela Estrada da Morte! Se eu tivesse grana, pegaria um voo até La Paz só pra fazer este passeio!

Você teve medo de viajar sozinha? 

Sempre tive medo e sei que sempre terei nas próximas viagens sozinha. Fico muito ansiosa, mas todas as que eu fiz deram muito certo! O medo foi superado rapidinho.

A minha dica pra sua primeira viagem sozinha, é procurar mais informações sobre os lugares que você deseja conhecer com calma antes pois pode te dar mais segurança ao andar sozinha na viagem.

Infelizmente, na nossa sociedade machista, é complicado mulher viajar sozinha. A segurança da mulher no mundo é bem complicada, então todos os cuidados são importantes. Claro que à nosso favor está nossa intuição que nos ajuda muito, mas é sempre bom ter cautela ao conhecer novas pessoas e, se sentir necessidade, minta sobre a sua situação da viagem.

Quando fui pro Peru, furtaram minha mala na volta de Machu Picchu e fiquei sem dinheiro pra fazer o trajeto Cusco – Rio Branco/AC. Confiei na minha intuição, instintos e auxilio de todos meus anjos de proteção. Consegui através dos vários anjos que apareceram no meu caminho chegar inteira em Rio Branco, nunca me esquecerei.

O que mudou em você depois dessa viagem?

Mudaram várias coisas, mas principalmente perceber que eu tenho coragem! Minha mãe conta que quando era adolescente odiava ir até a padaria sozinha, tinha vergonha! Sempre fui tímida. Mas nas viagens ninguém te conhece, você é a Thaís de SP ou porque não a Amanda do RJ? rs Você é inteiramente quem você é! Não precisa fingir nada para ninguém e, muito menos, topar passeios furados só pra ter a companhia de alguém.

Sozinha na Bolivia Thaís Silva PintoVocê tem alguma dica para quem nunca viajou sozinha?

Se joga, mas com capacete!

Linda viagem, não? Adorei e Bolívia já entrou na listinha dos destinos possíveis e incríveis! Quem quiser saber mais detalhes da viagem da Thaís, como custos e roteiro completo, pode ler o relato que ela fez no Mochileiros.

Se você também quer aparecer por aqui e contar sua experiência de viagem solo pelo Brasil ou pelo mundo é só clicar no link abaixo para ver como funciona. Vamos, juntas, inspirar e incentivar mais mulheres a viajarem em sua própria companhia e assim crescermos a nossa comunidade de viajantes solo!

QUERO PARTICIPAR DA COLUNA FUI SOZINHA

 

2 COMENTÁRIOS

  1. Gostei pelo post de Thais. Tive a oportunidade de conhecer Machu Picchu com uns amigos que conhecei no viagem e a verdade foi uma das grandes experiências da minha vida. Espero voltar novamente.
    Parabéns pelo blog, beijos.

DEIXE UM COMENTÁRIO! VOU ADORAR!

Please enter your comment!
Please enter your name here