Eurotrip Sozinha por Cláudia Boldino Cabral

Claudia Boldino CabralHoje a história a ser compartilhada é da Cláudia Boldino Cabral, nascida em Sampa, mas que vive atualmente em Curitiba, cidade que amo de paixão! Ela trabalha com patchwork, em atelier próprio, e tem 47 anos. Mamãe de 3 (13, 18 e 23 anos) e viúva há 1 ano e meio, ela nos conta um pouquinho sobre a sua primeira viagem sozinha à Europa, o que chamei de Eurotrip Sozinha 🙂

Qual o motivo que te levou a fazer esta viagem sozinha?

Desde a adolescência já me aventurava viajando sozinha, sempre que podia. Agora que fiquei viúva isso só se intensificou. E gosto muito da liberdade de escolher hora e lugar pra comer, pra conhecer, e tudo o que posso viver numa viagem. Sou muito elétrica, o que facilita estar sozinha, paro o tempo que quero em cada lugar.

Museu du Louvre - Paris
Museu do Louvre, Paris

Bom, comecei indo para Paris, pois minha sobrinha estava morando lá e quis passar os últimos dias dela por lá conhecendo melhor a cidade. Não a cidade dos turistas, mas pela visão de alguém que morava lá. Foi uma viagem encaixada na agenda de última hora. Vi ali minha oportunidade de ir pela primeira vez sozinha.

Como foi seu roteiro? 

Claudia Cabral no Marrocos-min
Casablanca, Marrocos

Comecei indo pelo Marrocos, desci em Casablanca, numa conexão rápida, conversei com várias pessoas no voo (o que me ajudou a ir relaxada). Na volta fiquei em Casablanca mais uma noite e um dia onde pude conhecer um pouco da cidade.

Em Paris encontrei várias vezes minha sobrinha e tive a melhor experiência de conhecer um lugar com ela. Fiquei 10 dias. Mas ela estava estudando. Também saí para conhecer o Palácio de Versalhes, Mont Saint Michel, amo ir a Torre Eiffel e fui de charretinha pra fazer algo diferente.

Andei por toda parte sozinha e foi ótimo! Andava me cuidando, e feliz, até a noite, sem medo. Amo os Hop on Hop off, inclusive com passeios noturnos (época de Natal).

Mont Saint Michel
Mont Saint Michel, França

Gostei do restaurante L´Entrecôte de Paris, que serve somente um prato, mas delicioso, na 29 Rue de Marignan, e também do Café de La Paix (encontrei um garçom brasileiro muito gentil lá); e também os escargots que eu achava que não gostava até comer os da região da Ópera Garnier.

Leia também >> Restaurante L’ Entrecôte de Paris em São Paulo

 

Fui para Brugges, na Bélgica, onde passei dois dias. Encontrei um lugar muito especial nessa viagem que fiz de trem. Que lugar lindo! Pitoresco. Fiquei no Hotel Ibis, que é muito bem localizado, e só fiz passeios a pé o tempo todo e conheci toda Brugges. Estava em tempo de liquidações, ótimos preços.

Bruges o bate e volta indispensável se você estiver na Bélgica| Viajante Solo
Brugges

Parei em Bruxelas na ida e na volta para troca de trem, porém na volta houve um atraso, por problemas de acidente na linha, e enquanto eu esperava na estação, ainda vi uma cena triste. Uns 10 policiais correndo atrás de uma moça (parecia ter cometido algum delito) e ela vinha em minha direção correndo, até que pularam em cima dela e a imobilizaram, com esse susto preferi não sair e me aventurar por Bruxelas.

Onde você se hospedou?

Na primeira parte da viagem, em Paris, fiquei no Ibis Republica, perto de onde minha sobrinha morava.

Na segunda, fui para o hotel Daunou Opera, muito bem localizado e tem até um recepcionista que fala português. Me movimentei em ônibus, metrô, táxi e muito a pé. Fiz passeios por agência local também, contratado no dia anterior, tudo super tranquilo.

Daunou Opera Hotel Paris

Como você organizou a sua viagem?

Gosto de todo o processo da viagem. Procura por passagens, principalmente com melhores preços, escolher os hotéis e passeios. Algumas emissões peço para agência, mas antes escolho tudo e envio só as informações sobre o que quero.

Palácio de Versailles - França
Palácio de Versailles, França

Sobre a segurança

O policiamento já era ostensivo naqueles dias, pois acabara de ocorrer um atentado em Berlim. E meus amigos escrevendo… volta, sua doida, fica perambulando por aí com esses atentados… Mas me sentia muito segura, afinal por toda parte se via policiais andando de 4 em 4. Mesmo com as feiras de Natal, tendo aparelhos de raio x para entrar… ainda assim me sentia segura por lá.

O que esta experiência te trouxe?

Com essa experiência tive que aprender a me virar com o francês que nunca  pensei em aprender, mas tive, ao menos algumas palavras, se você tem uma noção facilita. Pois em Casablanca, dois  motoristas só falavam árabe e francês. Em Paris nem se fala…

E vi como é possível aproveitar as viagens sozinha, maravilhoso! Me deu mais segurança para outras que já fiz depois.

Eu já fiz uma Eurotrip Sozinha como a Cláudia e considero a Europa especial para viajar solo, mesmo com todas as ondas de terrorismo que andam acontecendo por lá. Mas ainda está me faltando conhecer o Marrocos que já está na listinha faz tempo 😉 Obrigada pelo seu relato, Cláudia!

Muito legal conhecer as experiências de outras pessoas, não? E você? Não quer compartilhar a sua história de viagem  Se você também quer participar e contar sua experiência de viagem solo pelo Brasil ou pelo mundo é só clicar no link abaixo para ver como funciona.

Vamos, juntas, inspirar e incentivar mais mulheres a viajarem em sua própria companhia e assim crescermos a nossa comunidade de viajantes solo!

Não esqueça do seguro obrigatório para viajar pela Europa!

Escolha o melhor plano de seguro viagem

Passo a Passo para Viajar Sozinha

3 COMENTÁRIOS

  1. Cláudia, como foi bommmm ler seu relato. Quero começar a viajar sozinha também. Mas acho que vou começar por Aracaju…Maceió…Portugal…Meu medo é com relação à comunicação. Você domina o inglês?

DEIXE UM COMENTÁRIO! VOU ADORAR!

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.