Ghent: Uma cidade com charme medieval | Confira as Principais atracoes em Ghent

Gante em Português, Gand em francês, Gent em holandes e Ghent em inglês

Minha ida a Ghent foi, na verdade, uma passadinha a caminho de Brugge, menina dos olhos do turismo na Bélgica. Estava bem cansada da minha mini maratona de 12 dias e resolvi não ir por conta própria. Contratei uma tour com a Brussels City Tours que visitaria as duas cidades em um dia, sendo que poderíamos conhecer as principais atrações em Ghent. Conselho: assim que chegar em Bruxelas ou até mesmo antes, você deve reservar, principalmente se você está viajando na alta temporada. No meu caso era Páscoa e não me preocupei em reservar, o que resultou em uma roubadinha: acordar muito cedo e ficar esperando a desistência de alguém na porta do ônibus, o que aconteceu para a minha felicidade.

Partimos de Bruxelas às 9 da manhã em um ônibus bem confortável e com um guia muito bacana. A tour foi feita em inglês compreensível para brasileiros, além de espanhol, por conta de um grupo grande de turistas da Espanha. Às 10h já estávamos chegando no centro histórico de Ghent.

Ghent foi umas das cidades mais importantes da Europa entre os anos 1000 e 1500 e também a segunda maior depois de Paris. É a cidade com maior número de prédios históricos e possui uma situação geográfica privilegiada entre Brugge e Bruxelas. Considerada uma cidade universitária, Ghent conta com, aproximadamente, 248 mil habitantes (Janeiro de 2013), ou seja, é bem pequeninha e em um dia você consegue visitar todas as atrações com calma e com tempo de curtir a cidade. Nós não tivemos muito tempo pra isso, já que iríamos almoçar em Brugge, mas deu para caminhar pela cidade e curtir o charme medieval e sua linda arquitetura. Confira as atrações em Ghent.

Atrações em Ghent

Saint Bavo’s Cathedral | Sint-Baafskathedraal

No centro, onde descemos, está concentrado o maior número de prédios e monumentos históricos e tudo é muito perto. Começamos pela principal atração da cidade, a Saint Bavo’s Cathedral (Sint-Baafskathedraal em Flemish e Cathedrale Saint-Bavon em Francês), construída em 942 por Saint-Jean-Baptiste. Foi onde o Imperador Charles foi batizado e sua construção inicial era em estilo românico. Ao longo do tempo, transformou-se em uma igreja de estilo gótico. O único resquício da arquitetura românica é a cripta, que pode ser visitada, caso você tenha tempo.

Saint Bavo’s Cathedral Ghent | Viajante Solo
Saint Bavo’s Cathedral e Praça Sain Baafs

A catedral é linda e abriga pinturas famosas incluindo The Converion of St Bravo, de Rubens e a mais conhecida, Adorations of the Mystical Lamb, dos  irmãos Hubert e Jan Van Eyck, que data de 1432. É considerada a obra-prima da pintura medieval e sobreviveu à iconoclastia protestante, caiu em mãos dos franceses na época de Napoleão, foi requisitada pelos alemães nazistas na Segunda Guerra Mundial e teve um dos painéis foi roubado em 1934 que ainda está desaparecido. Aqui nesse link você pode ver a obra em detalhes.

Estátua dos irmãos Van Eyck

Nas costas da catedral, você encontra a estátua em bronze feita em homenagem aos irmãos Van Eych (sentados ao centro), obra do escultor Geo (Georges) Verbanck. O monumento foi colocado na cidade em função da Exposition Universalle & Internationale de Gand, que aconteceu em 1913. Aqui você pode ver alguns posteres antigos da exposição.

Estatua The Van Eyck Brothers | Viajante Solo
Estátua dos irmãos Van Eyck

The Belfry Tower | Belfort

O campanário fica entre a Saint Bavo’s Cathedral e a Igreja de Saint Nicholas (Sint-Baafsplein) e é um símbolo da independencia da cidade. No alto há um dragão que vigia a cidade desde 1380 e você pode subir para ter uma vista magnífica da cidade, a 95 metros de altura. O centro de informações turísticas de Ghent, onde você poderá pegar mapas e informações fica no piso principal do Campanário. Vale dar uma olhadinha.

The Belfry em Ghent | Viajante Solo
The Belfry Tower

Mammelokker

A Mammelokker (Botermarkt 17) é uma escultura que representa a lenda de Cimon, um cara condenado a morrer de fome que foi salvo por sua filha. Ela o alimentava todos os dias em seu peito. Mamme significa peito e lokken, chupar.

Mammelokker Ghent | Viajante Solo
Mammelokker

Saint Nicholas Church | Sint-Niklasskerk

A igreja Saint Nicholas (Cataloniëstraat) fica pertinho do campanário (The Belfry) e é considerada uma das mais bonitas igrejas da Bélgica. O estilo arquitetônico é chamado de Scheldt Gothic.

saint-nicholas-church-ghentRoyal Dutch Theater | Koninklijke Nederlandse Schouwburg 

Na Praça Sint-Baafsplein, entre a Saint Bavos’s e The Belfry, você encontra o prédio do Teatro Royal Dutch (Sint-Baafsplein 17). Do terraço do foyer você tem uma bela vista da praça e ao redor dela, muitos cafés e bares para degustar uma cervejinha.

Royal Dutch Theatre Ghent | Viajante Solo
Royal Dutch Theatre

Town Hall | Stadhuis

O Town Hall (Botermarkt 1) ou Câmara Municipal de Ghent foi testemunha de mais de 500 anos de história. O prédio é muito bonito e foi construído em estilo renascentista. Conta com uma coleção divina de arquitetura e hoje é o local de trabalho do prefeito. Você pode visitar a Câmara Municipal, mas somente acompanhado por um guia. Aqui você pode fazer uma Tour Virtual.

Town Hall em Ghent | Viajante Solo
Town Hall

Café het Spijker

Estava andando distraída em uma cidade medieval e, de repente, me deparo com um monte de tênis pendurados em uma criativa instalação. É o Café het Spijker (Pensmarkt 3) que, de acordo com nosso guia, está sempre cheio. Mas ele não soube me dizer o propósito dos tênis pendurados. O café tem um terraço com vista charmosa para o Rio Leie e parece ser uma boa pedida para um café (eu não parei a caminhada para testar).

Instalação no Café het Spijker em Ghent | Viajante Solo
Instalação no Café het Spijker

Museum of Decorative Arts and Design

O Museu de Design (Jan Breydelstraat 5 ) foi fundado em 1903 e é um exemplo da arquitetura do século 18. Dentro você verá a decoração de uma família rica do século 18 com salas de estar com piso em parquet autênticos, paredes com painéis e tetos decorados, além de uma variedade de mobiliário de época.

Design Museum em Ghent | Viajante Solo
Design Museum

Graslei e Korenlei

A partir do século 11 até o final da Idade Média, os cais de Graslei e Korenlei serviram como porto principal da cidade, assim como um importante centro de comércio de grãos. Os prédios, no número 9 e 12 foram salões de associações de comerciantes de grãos e no edifício de número 10, um celeiro de trigo. O último prédio é o mais antigo e data do século 12. Em dias ensolarados, os cais de Graslei e Korenlei lotam de turistas e também moradores, pois é o local mais bonito da cidade. A melhor vista de Graslei é na ponte de São Miguel.

Graslei Ghent | Viajante Solo
Graslei

Castle of the Counts | Gravensteen

Fiquei fascinada com o Castelo dos Condes (Sint-Veerleplein 11)! Originalmente era uma fortaleza e foi construída em 868 pelo Conde Boudewijn. Mais tarde, em poder do Conde de Flandres, Philip of Alsace, foi reconstruído em forma de castelo. Chegou também a ser usado como moinho de algodão e hoje funciona como atração turística, o único castelo medieval remanescente em Flandres. Se eu tivesse tempo, com certeza, teria visitado por dentro.

Castel of the counts em Ghent | Viajante Solo
Castle of the Counts | Castelo dos Condes

Castle of Gerald the Devil | Geeraard de Duivelsteen

O Castelo de Gerald, o Diabo (Geraard de Duivelstraat 1) foi construído no início do século 13 por Gerald Vilain, filho do Visconde de Ghent. Ele foi apelidado de “diabo”, devido à sua aparência sombria e cabelos pretos. Desde a sua construção até 1378, o castelo foi moradia de nobres e cavaleiros e depois disso, a prefeitura da cidade comprou o edifício e usou-o para diversos propósitos, entre eles: orfanato, mosteiro, asilo para loucos, academia de música e uma estação de incêndio. No final do século 19, o Estado belga comprou o castelo e, desde 1904, abriga seus arquivos. Somente a sala de leitura está aberta ao público. Em frente ao Castelo, a ponte Saint Michael também chamada Sint-Michielsbug em holandês.

Castle of Gerald the Devil Ghent | Viajante Solo
Castle of Gerald the Devil

Post Office | Voormalig Postgebouw

Vale dar uma espiadinha no prédio e na torre do relógio dos correios que fica pertinho da beira do Rio. É só olha pra cima que você vai ver logo.

Post Office Ghent |Viajante Solo
Prédio dos Correios

City Pavillion | Stadshal

O City Pavillion (na Poeljemarkt) é considerado uma obra de arte, com design dos arquitetos locais Robbrecht & Daem e Marie-José Van Hee. Nosso guia nos explicou que muitas pessoas da cidade não gostam deste “mausoléu”. Normalmente, é lá que acontecem perfomances de dança e shows. No subsolo tem um grande café e um restaurante que comporta até 300 pessoas.

City Hall Ghent | Viajante Solo

Como dá para perceber, existem muitas coisas para se ver e explorar em Ghent e o ideal seria passar um dia completo para poder fazer tudo com calma. Você pode passar o dia, dormir em Ghent e seguir para Brugge no dia seguinte.

Aqui neste post não estão esgotadas, de maneira nenhuma, todas as atrações de Ghent. Eu acabei só passando pelos principais locais e não tive tempo de explorar a fundo cada um deles. De qualquer forma, nosso guia era ótimo e conseguimos ver quase tudo.

E você? Já esteve em Ghent? Compartilhe sua experiência com a gente nos comentários e ajude outros viajantes.

Informações Úteis

Confira todos os posts sobre a viagem Bélgica Solo

Viajante Solo Siga no Instagram

Confira nosso álbum de fotos e siga a gente no Flickr.


Created with flickr slideshow.

10 COMENTÁRIOS

  1. Adoro esses passeios e a Bélgica é incrível em arquitetura, ainda mais aos que gostam de fotografar. Sem contar nos chocolates e cervejas maravilhosos que se encontram por lá! Obrigada por compartilhar! bj

    • Menina, tomei tanta cerveja por lá! 2 passos e uma cerveja. Cada vez diferente! hahahah E fui na Páscoa! Imagina a quantidade de chocolate na minha frente! Ui! Obrigada por passar aqui! Beijos

  2. Ai, ai, ai, meu coração! Gosto tanto da Bélgica e as cidadezinhas medievais são minhas preferidas. Ghent é, sem dúvida, uma das mais bonitas e charmosas que já visitei. Que saudade!!!

  3. Não conheci quase nada da Bélgica, mas o pouco que conheci me fez querer voltar logo.
    Eu nem sabia dessa cidade, mas achei demais essa parte histórica – que amo de paixão! Doida para voltar e conhecer Ghent.
    Beijos

    • Concordo, Fer! Se eu fosse pra Bélgica por mais tempo, com certeza, dormiria em Ghent que tem super movimento de bares e restaurantes por ser cidade universitária. Deve ser bom demais! Beijos

DEIXE UM COMENTÁRIO! VOU ADORAR!

Please enter your comment!
Please enter your name here